Vai Flamengo!

fla x universidad de chile 2010_libertadores_1Aflição! O sentimento que me ronda durante toda esta quinta-feira. Vou sair um pouco do assunto de sempre aqui e falar do meu time do coração: Flamengo. Hoje temos um jogo decisivo, decisivo é apelido, vida ou morte na Libertadores da América. E eu não vou conseguir assistir ao jogo, ainda bem que não vai passar na TV aberta, eu quase morro de tão nervosa que fico nessas partidas tão importantes (e nas nem tão importantes também). Reclamo, xingo todo mundo e não paro quieta, mas quando sai o gol eu abro um belo sorriso, que dura até a próxima vez que o adversário pega na bola. Oh céus. É bem melhor para minha saúde que eu não assista o confronto de hoje. Estou pensando em acompanhar pela internet, acho que sofro menos, ou não.

O fato é que de qualquer maneira, na TV, internet ou sei lá de que forma, vou torcer para que meu time derrube os chilenos nesta noite. Principalmente depois da forma desrespeitosa com que trataram nossos jogadores. Tudo bem, também pegaria no pé dos jogadores adversários, que o diga o “gordo” Cabañas, nome que me causa arrepios até hoje, mas acho que estão exagerando, vocês não acham? Ou isso é coisa de torcedora chatinha? Não sei, mas tenho certeza que as declarações do treinador do Universidad de Chile, Gerardo Pelusso, vão servir de motivação para o elenco flamenguista na partida desta noite, assim espero.

255795-4bbe4251cffe5 – A vontade é grande. Agora, se ele falou isso mesmo, será maior ainda. Eles estão em vantagem e por isso podem falar o que quiser, mas nós sabemos do que somos capazes – disse Vagner Love ao site do jornal "O Globo", antes do embarque para o Chile.

Isso aí, vamos mostrar para eles o que os “gordos” podem fazer (por favor, mostrem).

PS: O pior vai ser acompanhar o jogo ao lado do meu esposo, vascaíno, que com certeza vai secar meu Mengo!

Comente com o Facebook: