Cadê os Morgan?

Morgans

Paul e Meryl Morgan formam um casal de workaholics, extremamente bem-sucedidos, de Manhattan. Mas Paul traiu sua mulher e ela descobriu. Resultado: separação. Acontece que nos meses em que estão separados, Meryl consegue ainda mais destaque e sucesso na sua carreira e Paul se dá conta de que precisa tê-la de volta. Ele corre atrás, até que ela aceita um jantar. Os dois saem pela rua conversando após o restaurante, enquanto ele a acompanha até o encontro com um cliente, lá – ainda no meio da rua - os dois viram testemunhas de um crime e alvos dos criminosos.

cadeosmorgans_6

Para proteger o casal, os agentes do FBI resolvem mantê-los longe da cidade e os mandam para onde eles menos esperavam e para um terreno em que nunca antes visitaram: as montanhas de Wyoming. Lá, em uma cidade onde a tecnologia e o conforto ao qual estão acostumados simplesmente não existe, Paul e Meryl precisam se adaptar ao novo momento de suas vidas. Contando sempre com os queridos xerifes da cidade, o casal Clay e Emma. Já dá para imaginar a confusão, não é?

7550996.cade_os_morgan_cultura_281_418

No meio do nada, totalmente fora do que conhecem, Paul e Meryl conseguem colocar os pingos nos is que faltavam, ser francos um com o outro e, talvez, fazer com que a relação volte a respirar, não seja um fardo, uma mágoa. As cenas com animais rendem boas risadas e a falta de jeito dos protagonistas com o que é usado na pequena cidade que os acolhe também.

sarah-jessica-parker-e-hugh-grant-vivem-casal-em-crise-em-cade-os-morgans-1269550507320_560x400

O filme é leve e despretensioso, daqueles para você assistir sem esperar muito mesmo e repleto dos clichês que filmes com temática de problemas entre casais sempre têm. É divertido, faz rir, mas não gargalhar. Bom para curtir com amigos ou a dois mesmo e perfeito para esse clima frio, com pipoca e muitas cobertas! Ele é previsível, então se você está em uma fase ou é muito crítico nem assista.

Beijos e boa quarta!

Comente com o Facebook: