Maldosas

maldosas Enfim li o livro de estreia de Pretty Little Liars, Maldosas aqui no Brasil, da autora Sara Shepard.  Fiz o caminho inverso, bem ao contrário do que sempre costumo fazer, mas caí na tentação de assistir a série antes de ler o livro. Até porque minha pilha de livros para ler nunca diminui, assim como a lista de desejos. Nem planejava ler esse ano, mas o Arthur me emprestou e passei ele na frente da fila.

Como muitos devem saber, a série retrata a amizade de cinco garotas, que têm como abelha rainha a jovem Alison. Perversa, estrategista, de personalidade forte e cheia de amor para dar, a garota colecionava inimigos com a mesma velocidade que colecionava admiradores. Ela era perigosa, tanto para os que não simpatizavam com ela quanto para suas amigas: Emily, Aria, Spencer e Hanna. Isso porque nada escapava à Alison, principalmente os segredos mais cabulosos de cada uma.

As quatro amigas eram coadjuvantes da estória em que Ali era a protagonista. Todas sabiam que a popularidade vinha da companhia dela e todas agiam de uma forma que talvez não agissem se estivessem longe dela. Tudo desmorona quando em uma noite qualquer Ali desaparece, as amigas ficam inconsoláveis, mas com o passar do tempo se distanciam mais e mais.

Três anos passam e nada de Ali – ou do corpo dela – aparecer. As vidas das meninas que um dia foram tão unidas estão completamente distintas. Aria morou na Islândia, voltou avulsa e sem os peculiares fios rosa. Quando frequentava um bar, esperando o treino de seu irmão terminar, conheceu O cara. A química dos dois funcionou perfeitamente. Ela só não esperava que no seu primeiro dia de aula se deparasse com ele como Sr. Ezra Fitz, o professor de inglês. Além disso, se sentia mal por guardar um segredo que podia acabar com sua família, tudo culpa de seu pai.

Spencer é a caçula, vive na sombra do sucesso da irmã Melissa (chataaaaa) e sempre sente atração pelos namorados dela e vice-versa. Quando pensou que sua vida ia ser diferente, morando no velho estábulo da casa dos pais, que agora era praticamente uma luxuosa casa, Melissa aparece e, sendo sempre a preferida dos pais, adia o sonho de independência da garota. Mas Melissa não vem sozinha, traz Wren com ela, um cara gato, que faz Spencer balançar. Aiai, isso não pode acabar bem.

Emily – que diferentemente da série de TV – tem uma irmã mais nova e  - se não me engano – dois irmãos mais velhos, é uma atleta estrela do time de natação, namora um cara super popular, mas sente que falta algo. Até que conhece Maya, a garota que agora mora na casa de Ali. As duas sentem atração uma pela outra e se entregam ao desejo, trazendo à tona um segredo antigo: o interesse de Emily por meninas.

Hanna, a ex-gordinha e agora mega popular, arrasa nos corredores do colégio e nas ruas da cidade. Sempre na moda, sempre com os acessórios mais fashions e com Mona, sua nova melhor amiga, ao lado. Seus pais se separaram, o pai está prestes a entrar em um novo casamento e a mãe só pensa no trabalho. Enquanto isso, para animar as tardes tediosas, Hanna e Mona fazem pequenos assaltos nas lojas do shopping. O que ninguém sabe é a fórmula da magreza de Hanna.

No fim, após esses três anos sem Ali, as meninas sentiam um certo alívio, pois ao que parecia os segredos e até o peso de alguns deles se foram com ela. No entanto, tudo volta a mudar quando cada uma passa a receber mensagens misteriosas, assinadas por A e que contém tudo aquilo que elas queriam esquecer, seus segredos sujos, aqueles que só Ali sabia. Inclusive a “coisa com Jenna”, o mais tenebroso dos segredos guardados por todas.

Mistério, suspense, agonia, desejos, confissões, romance, amizade, inimizade, tudo está misturado à trama muito bem escrita por Sara Shepard.

Sim, aquele podia ser o pior dia da vida dela e estava terrivelmente devastada por Ali e completamente apavorada quanto a A, mas por um momentou, ela se sentiu bem. Estar sentada ali com suas velhas amigas parecia o pequeno começo de algo. Página 284

A narrativa alterna entre cada uma das meninas, mostrando o que se passa na vida delas. E isso é muito legal. Gostei da trama, me prendi aos personagens, achei a Melissa chata e mimada assim como é mostrada na série. Mas se teve algo que pesou contra foi o fato de eu já saber o que esperar, muitas, acho que posso chutar que praticamente todas, as cenas escritas estiveram presentes na série de TV, então não havia o fator surpresa. Eu lia já sabendo como ia terminar.

Outra coisa que me incomodou horrores foi a quantidade de merchandising contida no livro. Muitas marcas foram citadas. Para mim bastava escrever que usava o celular, não precisava escrever que usava um BlackBerry, por exemplo. E isso se repete em marca de jóias, perfumes, roupas, cosméticos. Não gostei disso, não.

Antes de finalizar, não posso esquecer de citar a capa. Não gosto mesmo dessa capa brasileira, chega a dar medo essas bonecas. Gosto muito mais dessa aqui:

pretty_little_liars Mas apesar dos pesares a leitura valeu a pena. Ainda quero ler os outros títulos – são sete no total –, só não faço ideia de quando. Beijos!

Comente com o Facebook: