Meia-noite em Paris

midnight-in-paris-movie-poster Pôster internacional 

Se eu precisasse definir esse filme em uma palavra, seria encantador. Paris é Paris, não há muito para se explicar a magia daquela cidade, o encanto que ela exerce sobre quem vive lá e, principalmente, sobre os visitantes. Acho difícil encontrar quem nunca sonhou conhecer Paris e em ser tomado por todas as emoções que ela é capaz de despertar. E esse é o cenário desse filme de Woody Allen.

A abertura do filme é longa, mas linda. Com cenas de Paris de dia, de noite, sob chuva, sob sol. Mais uma vez uso a palavra, encantadora! Gil é o protagonista do filme, ele é um roteirista de Hollywood, ganha bem e é bastante requisitado, mas quer largar tudo isso para se dedicar a escrever livros. Ele sempre idolatrou os grandes escritores americanos e, é claro, sonhou em ser como eles.  Quem se opõe um pouco a isso é sua noiva – que é um porre³!!! – Inez, que acha que ser roteirista é muito mais rentável e tudo o mais.

meia-noite-paris1 É com Inez e os pais dela, John e Helen, que Gil vai à Paris. John está na cidade para fechar um grande negócio e sogrão não esconde sua desaprovação pelo futuro genro. Ainda mais por esta decisão de largar tudo para escrever. Gil é um sujeito muito tranquilo, aguenta a noiva, a sogra e o sogro, mas estar em Paris, ser tocado pela cidade, faz com que ele se questione sobre sua vida e o futuro.

Na cidade, ele e Inez encontram um casal de amigos dela, Gil quer passear por lugares que lembram do passado e dos que fizeram arte ao respirar a Cidade Luz, já os amigos querem outros tipos de passeio. Inez, como é super sensível e querida – só que não –, obriga Gil a ir com eles. E o cara que vai com eles é um pé no saco, se acha o maior sabichão da Terra, desrespeita a guia e tudo o mais. Juro que queria entrar na tela e dar uns sopapos nele, chatão. Mas Inez acata tudo o que ele diz, ele é o bonzão. Aff, até que depois de um jantar em casais, os amigos convidam o casal para ir dançar, Gil não aceita, mas diz para Inez ir. A melhor decisão que ele tomou. Porque ao voltar para o hotel a pé e sob os efeitos de muito vinho, algo incrível aconteceu.

2011_midnight_in_paris_019-600x399 5859057270_33d87f6bc5 Em uma ruela, aparece um carro antigo com algumas pessoas que o chamam para ir a uma festa com elas, Gil fica receoso, mas embarca no carro e então ele acaba viajando no tempo, parando na década de 20. A época de ouro de Paris, para ele. E isso ainda não é o mais extraordinário, nessa viagem ele encontra Cole Porter, Scott Fitzgerald e a esposa, além de Ernest Hemingway, que diz que deixará o livro de Gil para ser lido por Gertrude Stein, a única a quem ele confia seus textos. Gil não acredita no que está acontecendo e sai para buscar seu livro, só que quando ele percebe, já voltou ao tempo atual.

meia_noite_em_paris_2011_f_018 Gente, o Loki é o Fitzgerald! =p

Ele fica perplexo com o que aconteceu e todo dia à meia-noite ele volta para aquela ruela e para os anos 20, conhecendo os artistas plásticos Picasso, Matisse, entre outros, além dos surrealistas Salvador Dalí e Luís Buñuel. E esses encontros surpreendem não apenas o protagonista, mas também o espectador. É incrível!! Fiquei totalmente em êxtase com Gil quando ele se viu frente a frente com seus ídolos e com ícones mundiais. Vale lembrar que não é preciso ser um conhecedor da obra e vida dessas figuraças que aparecem no filme, você é envolvido e apresentado a eles, não fica viajando. E também durante a trama fica evidente a crise existencial do personagem.

meia_noite_em_paris_2011_g midnight3 Eu simplesmente amei o filme. O figurino é sensacional, assim como a fotografia e os cenários - ai minha nossa - são espetaculares. Parecia que eu estava ali do lado de Gil viajando e conhecendo, reconhecendo, explorando um passado que é incrível. E as músicas também são lindas e envolventes. O toque cômico presente no roteiro só deixa tudo ainda melhor, é uma jornada maravilhosa. Vocês precisam conferir!

Ah, tenho que destacar que Owen Wilson, que dá vida a Gil, dá um show e foi muito bem em um papel que não é aquele de comédias assim-assim em que costumamos vê-lo. Lendo sobre o filme na internet, achei uma informação bem interessante que quero compartilhar com vocês:

A imagem belíssima do pôster internacional conta com Owen Wilson passeando por uma Paris mesclada com os traços de "A Noite Estrelada", clássica pintura de Van Gogh. O cartaz brasileiro, por sua vez, conta com Wilson e McAdams em uma cena de beijo em um cenário genérico, que pode ser Paris, mas também pode ser Nova York, Rio de Janeiro, Sidney ou qualquer outra cidade que tenha um jardim botânico decente. É lamentável a tentativa de vender a produção como uma comédiazinha romântica. (super concordo)

Lucas Salgado – Adoro Cinema

Meia Noite Em ParisCapa do DVD nacional

Curiosidades

  • O filme provavelmente foi inspirado pelo Incidente Moberly-Jourdain. O evento ocorreu em 1901, quando duas estudantes afirmaram ter tido experiências sobrenaturais de viagem no tempo.
  • Meia Noite em Paris foi inteiramente rodado na França. Woody Allen já tinha tentado rodar antes em Paris, em 2006, mas desistiu da ideia na época devido aos altos custos de produção.
  • O filme segue a tendência dos últimos trabalhos do cineasta na Europa, como Scoop - O Grande Furo (2006), O Sonho de Cassandra (2007), Ponto Final - Match Point (2005), e Você Vai Conhecer o Homem dos Seus Sonhos (2010), todos filmados em Londres e Vicky Cristina Barcelona (2008). A exceção foi Tudo Pode Dar Certo (2009), rodado na tradicional e "alleniana" Nova York.
  • Quando Woody Allen teve o orçamento para o filme aprovado, começou a entrar em contato com seus atores preferidos. Muitos estavam ocupados com outros projetos e não puderam participar. Quando o nome de Owen Wilson surgiu para protagonizar a trama, Allen teve de reescrever o papel para se adequar perfeitamente ao ator.
  • Wilson e Allen só foram se conhecer pessoalmente na França, quando o filme começou a ser rodado.
  • Rachel McAdams deu vida a Inez, a noiva exigente e impaciente do escritor Gil. O diretor declarou que pensou na atriz enquanto ainda escrevia o roteiro do filme. Quando Woody Allen apresentou o papel para Rachel, disse: “Seria muito interessante para você interpretar esse tipo de personagem. Você não quer passar a vida inteira interpretando essas garotas bonitinhas. Você quer algo mais ousado. Será muito interessante.”
  • Quando estava montando o elenco para o filme, Woody Allen sabia que iria precisar de uma atriz francesa para o papel de Adriana. Sua primeira opção foi Marion Cotillard. Allen foi até a casa de Marion para convidá-la para o papel e eles conversaram por mais de uma hora. Quando a conversa terminou a atriz ainda em estado de surpresa declarou "Oh, meu Deus! Eu falei com Woody Allen! Aquela era a voz do Woody Allen".
  • Meia Noite em Paris marca a estreia de Carla Bruni como atriz no cinema. Antes ela havia apenas tido uma participação como ela mesma em Prêt à Porter (1994), de Robert Altman. Durante o início das filmagens, várias publicações chegaram a dar com certa a demissão de Bruni devido a dificuldades nos bastidores, já que ela queria repetir cenas por preciosismo, o que teria irritado o diretor.
  • É o filme dirigido por Woody Allen de maior lançamento no circuito comercial brasileiro. Foram 99 cópias, exibidas em 103 salas.
  • Longa de maior sucesso nas bilheterias de toda a carreira de Allen. Arrecadou US$ 56 milhões nos Estados Unidos e superou Hannah e Suas Irmãs (US$ 40 milhões), Manhattan (US$ 39,9 milhões) e Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (US$ 38,2 milhões), até então os maiores sucessos do diretor.
  • Woody Allen recebeu o Oscar de Melhor Roteiro Original por Meia-Noite em Paris. O artista americano é o recordista de indicações nessa categoria, contabilizando 15 nominações e 3 vitórias. Allen também já ganhou um Oscar de Melhor Direção por Noivo Neurótico, Noiva Nervosa. Seu último Oscar foi conquistado no ano de 1987, por seu trabalho no roteiro de Hannah e Suas Irmãs. Ao todo, Woody Allen já foi indicado 23 vezes ao Oscar. Ele nunca comparece às premiações.

Fonte

Beijos e uma quarta-feira mágica para todos nós.

Comente com o Facebook: