A Mentira

A Mentira Lá em 2010, se eu não me engano, vi o trailer desse filme, que parecia ser bem divertido. Só o assisti esse ano e recentemente, ele tem mesmo suas particularidades, cenas muito engraçadas, um enredo diferente, mas também tem umas cenas e personagens estranhos, sem falar de alguns clichês – que são impossíveis de não aparecer. Os contras não tiram o mérito do filme, vi e revi, ri de novo e me diverti, esse é o propósito, não é?

A comédia é leve, envolve adolescentes, escola e fofocas. Uma mistura que geralmente rende boas cenas. Em A Mentira, Olive é aquela garota meio invisível, cuja presença não é notada por ninguém, além de sua melhor amiga Rhiannon. E ela nem se importa tanto com isso, é super na dela. Até que vem a mudança, quando a amiga convida Olive para um acampamento de fim de semana. Para não ter que ir, ela inventa a desculpa de que vai se encontrar com alguém. Na segunda, como todas as meninas fazem, Rhi pergunta para Olive como foi o encontro e a doida, para manter sua história, diz que perdeu a virgindade com o cara.

Até aí nada demais, só a amiga que vai saber disso mesmo, não é? Não! A notícia foi ouvida por Marianne, uma religiosa fervorosa da escola, que logo espalha o que ocorreu para os demais alunos. Com sua “experiência” nova, Olive passa a ser vista com outros olhos. Todo mundo sabe quem ela é agora. Depois de uma briga com uma das patricinhas chata da classe, ela tem que ficar de castigo após a aula. Lá reecontra um antigo amigo, que é gay e sofre nas mãos dos valentões da escola. Sabendo do novo status de Olive, ele pede sua ajuda. Quer que eles fiquem juntos para provar que ele é hétero.

easy6 Olive não aceita, isso é ridículo. Mas Brandon fala como sofre e que não aguenta mais apanhar e então ela aceita, mas do jeito dela. Em uma festa super badalada na casa de umas das meninas mais populares, Olive vai para o quarto com Brandon e os dois fingem ter chegado lá. Quando sai do quarto, Brandon é o mais novo ídolo dos meninos e Olive é a nova vadia da escola.  Só que ela não podia imaginar até onde sua fama iria levá-la.

easy-a-penn-badgley-emma-stone3 E então, depois de todos os olhares maldosos – das meninas – e desejosos – dos meninos –, Olive percebe que sua vida se tornou parecida com a da heroína do romance "A Letra Escarlate", Hester Prynne, e costura em todas suas roupas um A vermelho. E não para por aí, Brandon contou para um amigo o que Olive fez por ele, o menino veio pedir que ela fizesse o mesmo, só que para ele conseguir pegar garotas. Ela relutou, mas acabou aceitando e recebendo um vale-presente, o que espalhou a fofoca de que ela agora fazia sexo por dinheiro. O que também se espalhou entre os meninos menos populares foi sua “ajuda”, assim ela começa a ajudar os garotos desesperados, aumentando ainda mais sua fama de bitch.

911160 - EASY A Os pais de Olive são os mais engraçados do filme todo. Se fazem de ingênuos, mas são bem espertinhos e têm cada tirada. Hilários!!! Olive também tem uma queda por um garoto da escola e essa mentira toda pode atrapalhar o romance. Ela ainda perde a amiga, ganha fama de ser destruidora de lares. O que começou pequeninho virou uma bola gigante, que ela não poderia mais carregar nas costas. Tudo se agravou porque ela quis ajudar alguém e mais alguém, outro alguém…

O filme conta com muitos nomes e rostos conhecidos no elenco: Emma Stone, Penn Badgley, Amanda Bynes, Stanley Tucci – adoro ele em O diabo veste Prada –, Cam Gigandet, Lisa Kudrow, Thomas Haden Church e por aí vai. Ah, a trilha sonora também é muito boa. Vale a pena conferir, sem nenhuma pretensão, além de se divertir.

Curiosidades

  • A atriz Emma Stone abandonou proposta de trabalho em Sucker Punch (2011) para ser protagonista de A Mentira;
  • Depois de ter teminado o filme, a jovem atriz Amanda Bynes anunciou sua aposentadoria;
  • O ator Logan Lerman (Percy Jackson e o Ladrão de Raios) fez teste para o papel de Brandon, mas o personagem acabou ficando com Dan Byrd;
  • No roteiro original, a palavra "fuck" foi usada mais de 40 vezes e "suck" cerca de 13 vezes. Ambas foram cortadas do texto para que o filme recebesse censura PG-13 (não indicado para menores de 13 anos) ao contrário de R (menores de 17 acompanhados dos pais ou responsável);
  • Em um dos protestos do filme lê-se "Exodus 20:14", um dos 10 Mandamentos: "Não cometerás adultério";
  • O filme foi lançado diretamente em home video no Brasil.

Uma das músicas que toca muito no filme:

Trailer que me deu vontade de assistir de novo:

Beijos, boa quarta-feira e divirtam-se!!

PS: Informação adicional. Quem tem HBO vai poder conferir o filme essa semana. Ele passa hoje às 20h15, amanhã às 20h17 e domingo às 23h50. Na segunda-feira, dia 3, também, às 19h17. :)

Comente com o Facebook: