Como agarrar meu ex-namorado

como-agarrar-meu-ex-namorado

Desde que li o primeiro livro da série da Stephanie Plum e soube que sairia um filme, fiquei doida para assistir, mesmo sabendo que ele não alcançaria minhas expectativas. Depois eu li alguns comentários ruins sobre a produção e como há tempos não alugo nada, só assisto o que passa na TV a cabo – que é bastante coisa –, eu deixei para lá. Confesso que no mês passado dei uma pesquisada e nada sobre o filme, então na última semana me deparei com a propaganda da super estreia do Telecine e era Como agarrar meu ex-namorado. Vibrei!

No sábado, fui com expectativas contidas. Para entrar no clima, naquele dia eu comi pizza e bebi cerveja, bem no estilo da Stephanie. Para quem não lembra, a história de Stephanie Plum é essa: ela trabalhava em uma loja de lingeries, foi demitida, e só seis meses depois que contou para a família. Perdeu o carro, estava para ser despejada e quase não tinha nada na geladeira. Foi então que surgiu a oportunidade de trabalhar com seu primo Vinnie, como caçadora de recompensas. Ela apreendia as pessoas que não compareceram na audiência e as levava para a delegacia onde teriam que prestar contas, etc e tal. Assim, ganhava 10% do valor da fiança da pessoa.

kinopoisk_ru-One-for-the-Money-1661275 Olha a Lula(E) aí, ela ganha mais espaço nos próximos livros.

Steph inicialmente pegou os casos de um caçador que passava por problemas de saúde e o mais interessante deles era Joe Morelli, o cara que a enganou para ver sua calcinha quando criança e que tirou sua virgindade, anos mais tarde, no chão da confeitaria em que trabalhava. Ah, e a quem ela atropelou tempos depois. Era questão de honra pegar Morelli, ainda mais que levá-lo até a delegacia lhe renderia US$ 50 mil.

Ela fuça, se intromete, vai atrás, acha Morelli, mas ele foge e ainda apronta com ela. No entanto, quando ela se mete com a pessoa errada, é ele quem salva a pele dela. E assim, eles constroem uma ligação mais forte, que a faz acreditar que ele é inocente das acusações. Então, juntos, eles vão atrás do verdadeiro culpado e das provas para incriminá-lo.

kinopoisk_ru-One-for-the-Money-1661284 Cupcake!

Como leitora, eu até gostei do filme. As partes que escolheram incluir na produção foram bem boas e eu ri em algumas situações, talvez, por conhecer os fatos que não apareceram ali, por conhecer a história toda. Confesso que fiquei com medo de eles romantizarem a trama e melarem tudo, mas fui surpreendida com isso. O que me leva ao tópico seguinte: que tradução péssima de título!!! One for the Money virou Como agarrar meu ex-namorado, sendo que Joe Morelli nem foi namorado de Steph, eles só tiveram um lance de nem um dia e isso jamais o classificaria como namorado. Então que tivessem usado o mesmo nome do livro: Um dinheiro nada fácil. Ficaria bem melhor!!

Outro erro da produção foi a falta de ritmo. Ele ficou meio paradão e o fez perder muitos pontos com o público em geral. Tanto que a média no Filmow é de duas estrelinhas e meia. Li um comentário que dizia que tentaram fazer ação, comédia e romance e que não deu certo com nenhum. Outra pessoa, que leu o livro, disse que ele não é tão ruim assim e eu concordo. Eu avaliei com três estrelas e meia. É um filme assistível e com algumas partes divertidas. Porém, não é daqueles que agrada a maioria. Não se pode ir com muita expectativa ao “pote”.

kinopoisk_ru-One-for-the-Money-1661298 Ranger periguetável! Ele é o Briggs da nova série, Graceland.

Não via Katherine Heighl como a Steph, mas até que ela fez bem o papel. Não sei porque eu via o Ranger completamente diferente e mais velho, no filme ele é super periguetável e eu até o consideraria como um par romântico para Steph. Morelli até que convenceu, não tinha gostado dele só assistindo ao trailer, mas ele é bom. No entanto, poderia ser mais irresistível, como a própria protagonista o cita nos livros. Ele e Katherine não tinham tanta química também. Os produtores, roteiristas e toda a equipe envolvida no filme, cometeram algumas falhas, que juntas custaram a qualidade do filme. Uma pena, porque Steph merecia bombar nas telonas.

one_for_the_money_movie_06 Vovó Mazur, uma das melhores personagens dos livros.

A crítica de Bruno Carmelo, do Adoro Cinema, aponta alguns desses erros:

Parece que a equipe foi filmar sem um único técnico de som direto (porque raios os escritórios e lanchonetes não têm ruídos de ventilador, de papeis, de conversa, de pessoas andando?), sem um único maquiador (a pobre Katherine Heigl brilha de suor do começo ao fim, enquanto as peles dos outros personagens estão secas e limpas), e com um diretor de fotografia míope, capaz de focar no joelho da personagem e desfocar em seu rosto. Tecnicamente, este parece ser um exercício de escola de cinema, executado por alunos principiantes.

Curiosidades

  • É o 1º filme para cinema em que Debbie Reynolds é vista em cena desde Zack and Reba (1998). Desde então sua única participação foi ao dublar uma personagem em Os Anjinhos em Paris (2000).
  • Katherine Heigl, Jason O'Mara, Daniel Sunjata e Debra Monk já haviam trabalhado juntos na série de TV Grey's Anatomy.
  • O filme custou cerca de US$ 40 milhões e no Brasil a bilheteria foi de 298.240 ingressos.

O trailer ficou tão divertido!!

Beijos e uma ótima quarta-feira.

Comente com o Facebook: