A garota que perseguiu a lua

DSC06761

Ah, o que falar sobre Sarah Addison Allen e seu livro (ou livros)? Não creio que consiga expressar ou que tenha elogios suficientes para comentar com vocês como foi essa leitura. Sarah, sem dúvida nenhuma, é uma pessoa mágica, ela tem um dom e sabe usá-lo de forma magnífica. Como pode uma história que envolva tantas particularidades e fantasias parecer tão real e normal? Simples, ela foi escrita por Sarah Addison Allen e com seu toque, tudo se torna possível, a imaginação voa longe, solta, livre.

Não conhecia Sarah, ou melhor, seus textos, até o início deste ano, quando li Encantos do Jardim, presente de aniversário que ganhei da Lu, A garota que perseguiu a lua também foi presente de aniversário, da Miloca. As duas conheciam a Sarah e a elogiavam, obviamente que minha curiosidade ficou atiçada. E graças a elas eu consegui entrar nesse mundo mágico, criado por Sarah em seus livros. A garota que perseguiu a lua é lindo, a começar pela capa, depois pela diagramação caprichada e, por fim, por seu conteúdo.

Emily tem 17 anos e é uma garota normal, com uma mãe excepcional. E por conta disso sempre se sentiu meio que inferior, como se não pudesse chegar ao pés da mãe, que dedicou sua vida adulta a ajudar os outros. Ela não era assim, claro que ajudava, mas não sentia essa vontade o tempo todo. Então, sua mãe falece em um acidente e a amiga com quem passou a morar iria embora, só restou a Emily se mudar para Mullaby, a cidade natal de sua mãe, para morar com um avô que ela nem sabia que tinha. Mullaby é uma cidade diferente, cheia de segredos e lendas. Cheia de pessoas especiais. Uma delas era Vance, o avô de Emily, um senhor tão alto que era conhecido como o gigante da cidade.

À primeira vista, Emily achou que cometeu seu maior erro, ir para um lugar que não conhecia, morar com um avô estranho e que não parecia à vontade perto dela. A casa dele parecia em ruínas, toda descuidada. O que expressava como ele realmente se sentia, como ela descobriria depois. Emily apareceu na cidade sem saber nada sobre o passado de sua mãe, ela nunca contou absolutamente nada sobre seu tempo morando ali. Pelo lado bom, ela fez uma amiga logo de início, Julia, uma mulher com sua própria história dolorosa e que tinha um plano traçado, em seis meses ele se completaria e ela iria embora mais uma vez. Emily também conhece Win, um garoto da idade dela, mas que se veste como um senhor, cheio das roupas formais e gravatas. Ele é bem misterioso. Aliás, quase todos na cidade são. Todos guardam um segredo. Até Emily, que em sua primeira noite viu uma luz no quintal atrás da casa. As famosas luzes de Mullaby.

Emily foi para a cidade com uma imagem perfeita da mãe, mas lá ela descobriu que quase ninguém pensava o mesmo sobre Dulcie. E a partir daí começa a cavar, buscar mais sobre o passado e tentar entender essa outra imagem que sua mãe tinha por ali. Nesse meio tempo, é em Julia que ela se escora, se ampara. Julia, que também guarda um segredo, ou melhor, alguns segredos, inclusive o de nunca ter esquecido Sawyer, seu amor da adolescência que agora andava atrás dela pela cidade e na casa de Stella, em que alugava um quarto. Julia também tem seu próprio caminho para andar e seus espinhos para remover.

A história é encantadora, mostra um crescimento tremendo dessas duas mulheres. Emily precisava entender o comportamento da mãe e a má fama que ela tinha na cidade, precisava ser a solução para anos e anos de culpas, tristezas e amarguras, mesmo não sabendo disso. Julia, que já era bem adulta, também tinha seus fantasmas para lidar e muitos bolos e tortas deliciosos para fazer. Foi simplesmente impossível de largar o livro, até descobrir todos os segredos, ver todos os mistérios revelados e finalmente terminar com um sorriso satisfeito no rosto. Mesmo tratando de alguns temas bem tensos, Sarah sabe trabalhar o texto com leveza, com tanto cuidado, volto a repetir, é magnífico. Já era fã da autora apenas lendo um livro, agora sou ainda mais. Ela é encantada, assim como seus livros. Super recomendo.

Cliques de A garota que perseguiu a lua

DSC06762 Início de capítulos

DSC06766Informações adicionais no fim do livro 

Beijos e uma ótima terça-feira.

Comente com o Facebook: