Sobre robôs e monstros #9

Salve galera! Mais uma vez a nossa coluna está de volta para divulgar o mundo do entretenimento oriental. Na edição de hoje tratarei de uma série que faz parte de um universo idolatrado ao redor do planeta. Trata-se do início da maior epopeia no mundo dos animes e que é considerada uma das melhores, senão a melhor, de todos os tempos!

Para tanto, deixemos de perder tempo e... “vamos desvendar as esferas do dragão (...)”

Dragon Ball

Dragon Ball 1

Em 19 de Agosto de 1996 estreava no SBT um dos maiores sucessos da história do anime no mundo, Dragon Ball. Muito da iniciativa da emissora do Sr. Sênor Abravanel resolver investir nessa série se deu pelo sucesso que a Rede Manchete tinha alcançado por conta da veiculação de Os Cavaleiros do Zodíaco, contudo a emissora da Anhanguera já tivera outras “aventuras” com séries japonesas, e essa estreia prometia um novo horizonte para os fãs de anime... Será?

Contando a história de um, ainda, jovem Goku, a trama começa com o encontro da bela jovem Bulma, com o garoto próximo a uma floresta na montanha Paozu, onde ele morava.

O encontro se dá de maneira inusitada, com ela atropelando Goku, porém sem intenção de fazê-lo. No entanto, é a partir desse acidente que a trama se desenrola, pois com o acontecido ela acaba descobrindo que Goku possui uma esfera com quatro estrelas. Ela explica ao garoto que se trata de uma Esfera do Dragão e que ela lera em um pergaminho que quem reunisse as Sete Esferas do Dragão teria o poder de invocar Sheng Long e este realizaria qualquer desejo. Por se tratar de um objeto de grande estima, pois era de seu avô já falecido, Goku recusa-se a entregar a esfera a Bulma, porém concorda em acompanha-la em sua jornada pela busca das Esferas do Dragão.

É explicado que as esferas foram um presente de Deus à humanidade e que quando um pedido é feito as esferas separam-se pelos quatro cantos do planeta, e que só poderão voltar a realizar um novo desejo quando forem novamente reunidas!

Com o passar dos episódios, a busca pelas esferas deixa de ser o ponto principal da série, e passam a ser mais uma consequência, ainda mais depois que Bulma cria o radar do dragão, que facilita a busca pelas esferas. Elas passam a ser procuradas apenas quando necessário, como por exemplo, para ressuscitar alguém.

Com isso, Goku passa a ter tempo para treinar artes marciais e acaba conhecendo o mestre de seu falecido avô, o grande Mestre Kame, que é um grande conhecedor de artes marciais, domínio de energia interna e também um grande apreciador de jovens moças bonitas rsrs.

 

 

No seu treinamento com o Mestre Kame, Goku conhece Kuririn, um jovem monge muito forte que também veio para treinar e juntos eles resolvem participar do Grande Torneio de Artes Marciais (budokai). O torneio seria vencido por Goku se não fosse a intervenção do próprio Mestre Kame que se disfarçou de Jackie Chun para não deixar que seu jovem discípulo vencesse logo no primeiro torneio em que participasse para não ficar arrogante ou muito autoconfiante.

Com o desenrolar da história, nosso protagonista vai ficando mais forte, passa a controlar seu Ki, desenvolve novas técnicas e também passa a enfrentar inimigos que querem dominar o mundo, como o assassino Tao pai pai, as Forças Red Ribbon, o Imperador Pilaf e o Grande Piccolo Dai Maoh.

Entretanto nem tudo são rusgas em Dragon Ball, pois Goku também acaba conhecendo e fazendo grandes amigos como o já mencionado Kuririn, o falastrão Yamcha, o Rei Cutelo, a bipolar Lunch, a sua futura esposa Chi-Chi, os guerreiros Chaos e Tem Shi Han que são os precursores na arte do bukujutsu, que permite o uso do Ki para poder voar, além dos engraçados Oolong e Pual, dentre tantos outros amigos que aparecem ao longo da série.

Para quem prefere muita luta e pancadaria, Dragon Ball não é a mais recomendada. Não que ela não possua esses atributos, porém ela é muito mais focada em aventura do que ação propriamente dita. Ela foca o desenvolvimento de Goku tanto como guerreiro quanto como pessoa e isso é muito interessante também. São mostradas algumas sequências muito interessantes como a primeira transformação de Goku em gorila gigante, o primeiro Kame Hame Ha que ele dispara, o encontro com Kami Sama e muitos outros que acabaria com a surpresa para quem ainda não assistiu.

Considerações

Dragon Ball 2

Como já mencionei anteriormente, Dragon Ball não é focado nas lutas mas sim no desenvolvimento do herói, entretanto é uma série muito legal e divertida.

Baseada na lenda chinesa Jornada ao Oeste que conta a história de Sun Wukong (Rei Macaco). Nela o Rei se mostra como um ser de grandes poderes que acompanha o monge Tang Xuanzang em sua busca por escritos sagrados do Budismo, alguma semelhança com o fato de Goku acompanhar Bulma na busca pelas esferas do Dragão?

A única diferença é que Jornada do Oeste foi escrita em 1570 por Wu Chengen.

Tendo todos os elementos para se configurar como um grande sucesso da TV brasileira, Dragon Ball teve o azar de cair nas mãos do SBT. Sim, azar! Azar porque na emissora de Silvio Santos a série passou por diversas trocas de horário, com o intuito de melhorar a audiência (??). Sim, creio que somente na cabeça do “Tio Silvio” as trocas podem melhorar a audiência. Acabou indo parar no sábado animado onde experimentou uma melhora de seus índices de audiência, mas a possibilidade de sucesso esbarrou no fato de o SBT exibir apenas os 60 primeiros episódios e não avançar nunca, o que acabou cansando a audiência e a série acabou por sumir. Não sei se isso foi bom ou ruim, pois o plano inicial era trazer Dragon Ball Z em seguida, o que acabou não acontecendo.

Dragon Ball Z seria transmitido apenas no fim da década de 90 no canal a cabo Cartoon Network. Apesar de menos abrangente, a transmissão foi totalmente respeitosa, para os padrões brasileiros, e foi considerada um sucesso. Com isso, o canal acabou trazendo de volta Dragon Ball e transmitindo-a na íntegra pela primeira vez.

Por fim, posso dizer que Dragon Ball é daquelas séries que agradam a todas as idades e que merece um lugar de muito destaque dentre as várias séries que já visitaram nosso território.

Ficha Técnica

dragon-ball3

  • Título: Dragon Ball
  • Criação: Akira Toriyama
  • Direção: Minoru Ozaki e Daisuke Nishio
  • Produção: Toei Animation e Bird Studio
  • Exibição no Japão: 26/02/86 a 12/04/89
  • Episódios: 153

Então é isso galera, espero que tenham gostado e que continuem apoiando nossa coluna.
Até a próxima!

GREGok

Comente com o Facebook: