Beijada por um anjo

Foto 004

Há tempos que quero ler a série Beijada por um anjo, muito criticada por uns, mas que conquistou outros leitores. Comprei o primeiro livro faz bastante tempo, antes de ter parceria com a Novo Conceito e o que encontrei nesse livro beira ao crime. A edição está terrível, embora a diagramação seja linda. Os detalhes, como nome da autora nas páginas, número das páginas e início de capítulos estão incríveis, porém, todo o resto está tosco. É travessão de fala na mesma linha da narração, dois personagens diferentes “falando” na mesma linha, parágrafos que deviam existir e não existem, ou então, quebra de texto, para deixar claro para o leitor que o que virá é uma nova situação. Não há nada disso. Apenas confusão.

Perdi a conta de quantas vezes fiquei confusa durante a leitura, sem saber quem falava o que e porque um personagem que não estava naquela cena, aparecia falando na linha de baixo, sem qualquer espaçamento, diferenciação, nada. Deu um nó. Para completar minha insatisfação com a edição, quando eu estava na página 224 notei uns pedaços de página no meio e ao olhar para a página seguinte, sabem o que eu vi? Que era a de número 233. Tipo, perdi dez páginas, praticamente, sorte que achei fácil na internet e li, porque é bem na parte final da história.

Foto 004

Passando para a história, Elizabeth Chandler não escreveu o enredo mais maravilhoso e elaborado do mundo, no entanto, tem seu charme e sua cota de romantismo. Ao contrário do que li, não achei que a paixão dos dois protagonistas aconteceu instantaneamente, como ocorre em outros livros. Tristan gostou de Ivy e ela até o percebeu, mas não estava querendo nada daquilo no momento. Cada um ficou um bom tempo na sua, até que Tristan não aguentou mais e partiu para a ação, tentando fazer com que ela o notasse. E levou um tempo para os dois se beijarem e namorarem. No entanto, pode ser que tenha parecido tudo muito rápido por conta da narração criada pela autoram, mas para mim pareceu ocorrer no tempo certo.

Concordo com o que li de que a trama não tem profundidade, afinal, pouco sabemos da vida e da personalidade de ambos os protagonistas. Só o básico, visto que eles nem tiveram tanto tempo assim juntos. Mas creio que isso será melhor abordado nos livros seguintes, pois se não me engano, me disseram que os livros melhoram muito. Por conta disso e por ter todos em casa é que vou continuar. Não fui fisgada, não senti uma ligação forte com nenhum dos personagens, a não ser com um momento pelo qual Ivy passa e pelos sentimentos que ela tem dentro de si. Ficou muita coisa em aberto, muita mesmo. Ainda mais para uma história que seria apenas trilogia, mas que depois virou uma série com seis livros.

A leitura foi super rápida e fluiu bem, apesar dos momentos de confusão que citei acima. Li em poucos dias, dois ou três, e gostei da ideia criada pela autora. A história teve suas falhas, a edição pecou muito, mas creio que o amor de Tristan e Ivy pode render muito ainda e ser trabalhado de uma forma melhor.

Posso estar me atropelando porque não contei muito sobre a história, até porque muita gente já deve ter resenhado o livro, mas lá vai um resuminho. Ivy é uma garota simples, normal, que acredita em anjos. Tem 15 estatuetas em sua casa e deu nome para alguns deles, curiosamente, seu preferido não tem um nome – ao contrário do que diz a sinopse atrás do livro. Ela chama a atenção de Tristan, o melhor nadador que a escola já viu, popular, pegador. Mas não daqueles pegadores nojentos, chatos e que se acham o centro do mundo. Tristan é diferente, desde o início eu gostei dele, ele me passou ser uma pessoa do bem. Bom, ele se apaixonou por ela e penou um pouco para que ela lhe desse atenção. Ela não queria se envolver. Mas a água, que era a paixão dele e o temor maior dela, os uniu. Então depois de um tempo se beijaram e começaram um romance, que apesar de pleno e feliz, tirando as briguinhas básicas, foi interrompido. Assim como a crença de Ivy em anjos.

Enfim, sem mais delongas, vou continuar a acompanhar, até porque aquele final é bem misteriosinho. Mas não vou com as expectativas altas. Espero que os próximos não tenham tantos erros.

Cliques de Beijada por um anjo

Foto 005

Foto 006

 

Foto 010

Foto 007

 

Foto 008 

Foto 009

Um dos exemplos do que comentei, sobre narração e fala na mesma linha.

Comente com o Facebook: