O amor mora ao lado

amor

Desde que coloquei os olhos nesta capa fiquei doida para ler o conteúdo do livro. Debbie Macomber tem certa fama, então apostei na história. Lacey Lancaster é uma mulher machucada. Sempre teve o sonho de ser mãe, esposa, ter uma família unida e feliz, mas seu marido tratou de melar tudo. Ele a traiu e a fez passar por um divórcio extremamente doloroso. A situação só a fez perder a fé nos homens e decidir ficar sozinha por um tempo, sem relacionamentos, sem dor, sem perda. Sua única companhia em casa era Cléo, uma gata abssínia cheia das vontades e que acabara de entrar no cio.

Tudo que Lacey tirou de seus anos com Peter foi uma amargura enterrada tão profundamente em sua alma que foi necessário a ternura de outro homem, que ela mal conhecia, para perceber o que estava fazendo consigo mesma nos últimos dezoito meses. Página 65

Lacey, quando comprou Cléo, foi orientada a ligar para uma criadora de gatos desta raça para cruzar os animais, com a venda dos filhotes ela receberia de volta praticamente o valor pago por Cléo. Não que ela fosse explorar a coitadinha, mas queria que ela tivesse filhotes. Era esse o plano até Cão cruzar a sua vida e sua porta aberta. Quando Lacey viu, era tarde demais, Cléo e Cão já tinham feito o serviço e como todo homem – no pensamento de Lacey –, assim que terminou o que tinha ido fazer, Cão saiu e deixou Cléo sozinha com as consequências.

Acontece que Cão é o gato do vizinho de Lacey, o lindo e problemático Jack. Ela vem o afastando desde que se mudou para o prédio, para começar essa nova fase de sua vida. O cara mesmo com namorada – pelo menos é o que ela pensava –, vivia a convidando para sair. Cara de pau! Ela conseguia escutar pelas paredes finas Jack convidando a Sarah para morar com ele e em seguida era alvo de suas investidas. Para Lacey, Jack era só mais um homem que a machucaria e ela estava completamente fora.

“É algum tipo de maldição”, Lacey pensou. Ela estava fadada a se sentir atraída pelo tipo errado de homem. Provavelmente havia algim nome científico para isso, algum termo que os psicólogos utilizavam para descrever mulheres como ela. “Louca de pedra”, ela decidiu. Envolver-se com ele seria desastroso. Página 30

Bom, isso até os gatos de ambos se cruzarem e ela ir cobrar a responsabilidade de Cão na gravidez de Cléo. Além de ajudar com os custos de vitaminas e exames, Jack também ficaria encarregado de encontrar um lar amoroso para metade dos filhotes. Pareceia justo. O problema é que ao aceitar as condições de Lacey, ela também precisou aceitar as de Jack e elas acabariam por aproximar cada vez mais os dois.

------

A história do livro é super gostosinha. Um amor que é despertado pela safadeza dos gatinhos. Lacey tem seus problemas, seus traumas, suas dúvidas e Jack também tem os seus. Se preocupa com o bem-estar de Sarah e quer ficar mais próximo de Lacey, de quem gostou desde a primeira vez que viu. A velha história das barreiras a transpor com o plus dos gatinhos.

O enredo é bom e o espaço que divide início, meio e fim poderia ter sido melhor trabalhado. Para mim pareceu tudo muito corrido, sem muito aprofundamento dos personagens, uma história rápida e rasteira, mas que nem por isso é ruim. Só podia ter mais. Debbie conta no início do livro que recebeu pedidos de uma trama com gatos e que resolveu atender ao pedido com esta história. Achei bem interessante da parte dela atender ao pedido. 

[…] Quando amamos uma pessoa, a confiança é automática. Por que suspeitar que um homem está nos traindo se fazer o mesmo jamais se passaria pela nossa cabeça? A própria ideia de trair o Peter era repugnante para mim. Página 105

Sobre a diagramação e edição só posso dizer que o livro é lindíssimo. Cheio de detalhes, um amor. Mas também preciso comentar que o espaçamento gigante me incomodou um pouco. O livro em si tem 144 páginas, mais algumas com receitas de petiscos caseiros para gatos – que eu achei genial – e mais algumas páginas de A Pousada Rose Harbor, o outro livro de Debbie, então vocês podem perceber que a história é bem curtinha mesmo e super rápida de ler. Li em um dia. Recomendado pelo nível de fofurice.

Cliques de O amor mora ao lado

Fotoss 026 Contracapa

Fotoss 027

Início de capítulos

Fotoss 029 Imagem de alguns fins de capítulos

ficha

Beijos e uma excelente quinta-feira!

Comente com o Facebook: