Morto Até O Anoitecer

General Image B2W

A história de Sookie Stackhouse, em Morto Até o Anoitecer, de Charlaine Harris, é maravilhosa de ler, de acompanhar e é engraçada também, em certos pontos. Sookie é uma garota diferente de todas as outras, ela pode ler mentes e isso sempre foi uma bela e grande pedra no sapato dela. Seu dom, que por ela não é visto assim, sempre a atrapalhou em quase tudo, na escola, nos namoros e por isso, até hoje, ela não consegue se envolver com alguém, ter um relacionamento sério. Afinal, como ela diz, quem quer estar em um clima legal com o namorado e de repente ouvir o pensamento dele sobre o tamanho da sua bunda ou coisa do tipo? Só penso que deve ser extremamente desagradável mesmo.

Sookie trabalha como garçonete no Merlotte’s e precisou treinar muito sua mente para ficar imune ao falatório mental dos frequentadores do bar, também nunca tentou ler a mente de seu chefe, Sam. É amiga de Arlene, aliás, acho sua única amiga é Arlene. Sookie vive com sua avó em um casarão antigo, perdeu os pais ainda criança quando uma enxurrada levou o carro deles, e tem um irmão, Jason, o mulherengo da cidade.

A garçonete sempre quis conhecer um vampiro, agora que eles podem se mostrar aos humanos e bebem sangue sintético, mas nunca imaginou que um deles pudesse aparecer em Bon Temps. Mas, como você deve estar pensando, um vampiro apareceu. Bill Compton chamou a atenção de Sookie assim que chegou ao Merlotte’s e o que ela mais gostou nele foi que não podia ouvir seu pensamento, olhando e tocando-o tudo que podia ouvir era o silêncio.

Depois do primeiro encontro, Sookie salvou Bill e mais para frente foi Bill quem salvou Sookie, deve constar que dos mesmos agressores. Ali começou uma relação, que não demorou muito para se tornar carnal. Mas com o romance, também vieram os problemas. Mulheres da cidade que se envolviam com vampiros foram encontradas mortas, brutalmente assassinadas. Sookie precisa se meter no assunto da polícia para salvar pessoas queridas de serem punidas injustamente.

Só conto para vocês uma coisa, a Sookie é muito forte! Não de força física apenas, mas mental e sei lá, se eu tivesse passado por algumas das situações que ela teve que enfrentar, e enfrentou dignamente, não sei se sobreviveria como ela fez. Ah e para quem não leu, o livro é um pouco apimentado, com constantes menções a sexo e seus derivados.

O livro foi adaptado para as telinhas, é apresentado em forma de série ao público, e sabemos que adaptações de livros para a telinha ou para a telona sempre são um caso de ficar com o pé atrás para quem já os leu, acho até que já comentei isso por aqui. O trabalho não é fácil, os livros são cheios de detalhes, que muitas vezes precisam ser deixados para trás nas produções. Posso afirmar que poucas vezes me deparei com uma adaptação tão fiel de um livro para as telas como na série True Blood, baseada no livro.

true-blood True Blood: Até o vestidinho da Sookie está como descrito no livro

Já assisti as temporadas da série e enquanto lia passava na minha cabeça as cenas da primeira temporada. Claro que produção não é idêntica, por exemplo, no livro não tem Tara, que na série é a melhor amiga de Sookie. Mas fiquei surpresa com tamanha semelhança.

Para você que ainda não cansou de vampiros, super recomendo!

Comente com o Facebook: