Tudo O Que Me Interessa

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Quem não gosta de receber um desconto na hora de comprar aquele item tão desejado? Desconheço! Pensando nisso, o CupomValido.com.br sur...




Quem não gosta de receber um desconto na hora de comprar aquele item tão desejado? Desconheço! Pensando nisso, o CupomValido.com.br surgiu com uma proposta que é sensacional! O portal reúne e disponibiliza cupons de desconto das principais lojas online, com o objetivo de fazer com que nós - adoráveis consumidores - tenhamos aquele descontinho nas compras online e isso é possível em um número de lojas gigante. Com certeza, não faltam opções.

Mas como funciona? Os descontos são concedidos na hora e tudo é muito seguro, já que a compra é realizada diretamente no site da loja. Os cupons podem ser usados à vontade, eles são gratuitos! (ahhhh) E para facilitar, não é necessário nenhum cadastro para a utilização dos cupons. É rápido, prático e seguro. :) O site é atualizado diariamente para fornecer os melhores cupons válidos, liquidações e descontos!


Como usar um Cupom de Desconto?

Os cupons de descontos podem ser de 2 tipos: cupons com código ou cupons através de link (sem código).

Cupom de Desconto Com Código:

1) Escolha uma das Lojas parceiras
2) Na lista de cupons da loja, clique em um dos cupons listados
3) Irá abrir um tela com um código. Copie este código
4) Na loja, cole este código no campo "Cupom" no Carrinho de Compras ou na Tela de Pagamento
Pronto! O desconto irá ser aplicado na hora!



Cupom de Desconto através de Link (Sem Código):


1) Escolha uma das Lojas parceiras
2) Na lista de cupons da loja, clique em um dos cupons listados
3) Você será redirecionado para a loja através de um link especial, que fornece o desconto automaticamente nos produtos
Pronto! Em algumas lojas o desconto é visualizado no carrinho de compras. Em outras o desconto já é aplicado automaticamente, diminuindo os preços dos produtos!

Bora aproveitar? ;) 
Acesse: www.cupomvalido.com.br e faça a festa. 

Estou apaixonada. Amando. E não consigo esconder. Foi chegando de mansinho, despretensiosamente, como quem não quer nada. Então, arre...



Estou apaixonada. Amando. E não consigo esconder. Foi chegando de mansinho, despretensiosamente, como quem não quer nada. Então, arrebatou meu coração, encantou-me de diversas formas diferentes e quando percebi já estava apaixonada. Querendo ter mais e mais, ficar pertinho, deixar todo mundo saber. De repente, estava com um sorriso contagiante no rosto, olhos brilhando e inundada de emoção. Sério, estou amando.
E é um amar coletivo, porque não tem como não criar laços afetivos com cada um dos personagens da minha série favoritíssima do momento: This Is Us. Dá até vontade de gritar de tão boa que essa série é. Quis assistir porque tinha o “Jess” – que não é meu personagem favorito em Gilmore Girls, mas tem lugar no meu - e porque o trailer me tocou. Não imaginava como os episódios poderiam ser tão tão tão maravilhosos.
A história é tocante de uma forma que eu não sei explicar. Ela te envolve, é prazeroso conferir cada uma das direções da trama, estar ali presente, conhecer os personagens pouco a pouco e admirá-los cada vez mais. Impossível não cair ciscos nos olhos vez ou outra e é isso que faz dela uma série tão magnífica.


As atuações são ótimas, os dramas são originais e intensos, cheios de sentimentos, prontos para explodir. O amor, nossa, está presente em todos os momentos. Cumplicidade. Carinho. Afeto. Força. Não faltam palavras para descrever tudo de bom que é This is Us.
A série é mostrada no passado e presente. No passado, mostrando a história do casal formado por Jack e Rebecca, que são apaixonados e perfeitos um para o outro. Perfeitos, com dúvidas e discussões, com perrengues, mas com muito amor. Eles estão esperando trigêmeos e é a partir daí que a trama se desenrola. Os episódios não seguem uma linha de tempo contínua, abordam momentos, atrás e depois da hora do parto. No presente, os irmãos estão adultos e cada um tem seu dilema pessoal, que acaba se interligando quando um ajuda o outro. Afinal, é uma história que tem foco na família.



This is Us é sensacional, de uma delicadeza tremenda. É encantadora e tudo que eu quero é que ela permaneça por mais temporadas (eles que se virem para fazer render com qualidade). A série, que estreou em setembro de 2016, teve seu 18º episódio exibido no último dia 14 e já está renovada – para a alegria do meu coração apaixonado. 

Texto meu, publicado na coluna Viaje com as Séries no blog Viagem Literária. 

Nossa, quase que não consigo escrever aqui, a poeira estava tanta que minha rinite ficou em nível máximo (sabe aquela coceira intensa no na...

Nossa, quase que não consigo escrever aqui, a poeira estava tanta que minha rinite ficou em nível máximo (sabe aquela coceira intensa no nariz? Pois é). Bom, desde que o jornal que eu trabalhava fechou, faço uns trabalhos com fotografia de corridas de rua (até eu já corri!). E é bem legal poder registrar o momento da galera que curte vencer os obstáculos e melhorar sempre. 
Mais legal ainda é poder encontrar as figurinhas carimbadas que rondam essas corridas na minha cidade. O Cãorredor já é figura conhecida entre os atletas e público que frequenta as competições, alguns o chamam de Pulga, mas eu prefiro o nome mais atlético. É incrível como em todas as corridas ele está lá. Faz aquecimento com os grupos de corrida (leia-se, deita no meio da roda e olha a galera se alongar), faz o percurso (que muitas vezes se repete) e corre feliz da vida com o pessoal. É um fofo! Mas devo contar que ontem ele se atracou em uma briga com outro cão, vai ver fez o tempo melhor que o dele...
Além do Cãorredor, outros doguitos participam da confraternização esportiva. Uns curiosos, outros preguiçosos e outros ainda interesseiros, vai que nessa aglomeração rola uma comidinha? No último domingo ocorreu mais uma prova por aqui e fiz algumas fotos. As de alguns corredores você pode ver aqui, as do cães, estão logo abaixo. ♥








Não são fofos? 
:*



Ando bem leitora ultimamente (que ótimo, porque a situação estava caótica). Minha mais recente conclusão é uma história de Sarah Dess...


Ando bem leitora ultimamente (que ótimo, porque a situação estava caótica). Minha mais recente conclusão é uma história de Sarah Dessen, que escreve tramas jovens, com os percalços da idade e algum plus familiar. Os bons segredos é de 2015 e tem Sidney como protagonista (do livro, porque da vida dela estava longe de ser). A caçula de dois irmãos sempre foi deixada de lado diante da beleza extrema e brilhantismo do irmão, Peyton. Ele era tudo, ela era o que sobrava, mas ela nem se importava, até gostava de ser invisível, até que percebeu quão importante é ser vista.
Peyton passou de prodígio perfeito a problema certo enquanto os pais tentavam encobrir e minimizar os danos causados por ele, até que uma ação irresponsável dele o tirou do convívio familiar. O problema é que a mãe de Sidney não aceitava que ele estava em um lugar que deveria discipliná-lo e, mesmo onde estava, ele era o centro das atenções e preocupações. Aos 16 anos, Syd decidiu sair da escola particular para amenizar os gastos, o que significava ficar longe das amigas e entrar em um lugar repleto de estranhos. Uma atitude bem madura.
Nada parecia normal na vida da garota. Até que ela resolveu entrar na Seaside, provar a melhor pizza da sua vida e encontrar as pessoas que mudariam a forma como ela se via e a importância que tinha.
A pessoa que mais me irritou em todo o livro foi a mãe de Sidney, ela não era nada racional, só pensava em Peyton, no que ele podia precisar, em como fazer ele se sentir melhor, sendo que ele se colocou naquela situação. Enquanto isso, Syd ficava por sua conta. Era boa aluna, boa filha, mas não era vista. Por outro lado, a família que Syd encontrou na Seaside, com Layla, Mac, Rosie e os pais, nossa, era demais. Adoro Layla – até ela mudar por causa de um rapaz, affe -, e o jeito como os irmãos e os pais se tratam, com cumplicidade. Foi o ponto alto do livro.
A trama é boa, legal, mas tinha potencial para muito mais. O desenvolvimento é lento e acredito que o livro poderia ter pelo menos 100 páginas a menos. Uma das coisas que mais me agoniou foi o primeiro beijo do casal que eu estava torcendo, que ocorreu apenas na página 285! E o livro tem 403 páginas. Apesar de gostar do que foi retratado na obra, queria que fosse mais ágil e tivesse mais emoção. Talvez eu não estivesse no mesmo ritmo após a leitura anterior a essa, é possível.  

Anotações básicas. :)

Syd precisava se impor antes, gritar, expor o que estava errado e não esperar que uma coisa ruim quase acontecesse para ser salva de certas situações. O final foi muito bom, até fechadinho, apesar de rápido. Queria que as coisas antes andassem mais para que o encerramento tivesse o tempo certo. Apesar dos contras, o livro tem muitos prós e fiquei envolvida com a relação criada por Syd e toda a galera. Fiquei indignada com decisões tomadas e flagras que não deviam ter acontecido, por cabeçadas, cabeças quadradas e falta de atenção. Senti como se estivesse lá, vivenciando tudo aquilo. E compartilhei dos desfechos também. Não posso deixar de comentar sobre a capa, que é tão bonita. Gosto muito.

Agora estou ansiosa pelo novo livro da Sarah, lançado pela Seguinte, Uma canção de ninar. *-* Saiba mais sobre ele aqui.
Página inicial Postagens mais antigas