A Batalha do Apocalipse – Eduardo Spohr

a_batalha_do_apocalipse A Batalha do Apocalipse é um livro muito bom. Antes de qualquer coisa eu preciso parabenizar Eduardo Spohr pelo excelente trabalho de pesquisa para produzir sua obra. A riqueza de detalhes nos transporta com maior facilidade para diversos lugares, épocas e histórias. E nos faz crer, como discutido no Clube do Livro, que ele esteve naqueles lugares que descreveu tão bem. Enfim, parabéns!

O livro é difícil, pelo menos foi difícil para mim, lento. Levei três semanas para lê-lo e, e isso me incomodou, mesmo com o próprio autor indicando que este é um livro para se ler assim, devagar. O começo é um pouco confuso, são inúmeras informações partilhadas e você pensa que nunca vai conseguir assimilar aquilo tudo, mas calma, você consegue sim. Aliás, para auxiliar existe um glossário super útil no fim do livro. Bem, essa grande quantidade de informações, apesar de ajudar você a imaginar, também atrapalha um pouco, cansa, algumas vezes eu precisei parar para dar um tempo. E cheguei a pensar que alguns trechos nem precisavam estar ali, mas no fim, tudo se amarra e somos brindados com um livro nacional de ótima qualidade. As palavras usadas também são mais rebuscadas, não chegam a ser difíceis, mas não estão no meu vocabulário comumente.

Em ABdA acompanhamos o anjo guerreiro Ablon que foi expulso do céu por Miguel juntamente com um grupo de anjos que era contra a política do arcanjo. Como castigo, os anjos renegados viveriam entre os humanos até o dia do Juízo Final. Ablon é um ícone para os céus e deveria ser para a terra também. Um ser cheio de coragem, determinação e foco, uma inspiração para aqueles que não aceitam as atitudes de Miguel. Um ser que após tantos anos entre nós, passa a ter sentimentos humanos, sente atração e uma enorme paixão por Shamira, uma feiticeira que conheceu e salvou nos arredores de Babilônia. Sua fiel amiga para todas as horas.

A caminhada do anjo pela terra é longa, cheia de missões que exigem muito de suas habilidades, mas que com inteligência e experiência ele consegue cumprir, vencendo os obstáculos um a um. Até que é chegada a hora de uma das batalhas mais difíceis para o renegado, o momento do Apocalipse. Lúcifer tenta se aliar a ele, assim como Gabriel e é chegada a hora de decidir ao lado de quem lutar, já que sozinho não se vence batalha alguma.

A narrativa do livro não é linear. Intercalando com a fase atual de Ablon temos algo muito interessante, os flashbacks, que dão mais riqueza à obra. Estamos nos tempos atuais e de repente somos arrastados para muitos anos atrás, conhecendo mais e mais da trajetória do anjo. Isso de forma nenhuma atrapalhou minha leitura, mas confesso que tinha horas em que o flashback vinha em um momento inoportuno. Não é Laura? Eu queria saber na hora o que ia acontecer.

Enfim, o livro é recomendado. Repleto de romance, magia, heroísmo até demais e vale a leitura, claro, se você curte este gênero de livros. Terminei de lê-lo há duas semanas, a resenha é publicada apenas hoje porque discutimos ABdA sábado no encontro do Clube do Livro e esperei o encontro para finalizar a resenha.

desafiodeferiasbannerv23

Para conhecer mais sobre o Clube do Livro de Tubarão clique aqui.

Comente com o Facebook: