Wake – Lisa McMann

wake_novoseculo_despertar

Bastou um dia para eu dar por encerrada a primeira parte da estória de Janie Hannagann, a protagonista de 17 anos da trilogia Wake. Depois de terminar A Batalha do Apocalipse era bem de um livro assim que eu precisava, leve, rápido e gostosinho de ler – não que ABdA não seja.

Janie é diferente, possui um segredo e o esconde de todo mundo, um problema que a assombra desde criança. Ela tem a capacidade de entrar nos sonhos alheios. Mas não por querer, isso é involuntário e doloroso, quando não é perigoso. É só alguém cair no sono perto dela que Janie não enxerga nada além do que sua mente vê, ela é transportada para os sonhos dos outros. Esse dom é um fardo para Janie na maioria das vezes. O resultado de viajar nesses sonhos e não passar de uma mera observadora é frustração, esgotamento físico e psíquico. Aguentar tudo isso sozinha é pior ainda.

A obra de Lisa McMann possui muitos prós e outros tantos contras. A trama do livro é incrível, com os sonhos e tudo o mais. Tem mistério, romance, os personagens são envolventes. Janie é forte, sabe que precisa tomar conta de si. É uma protagonista muito boa, mas para mim foi ofuscada por Cabel. Gente, que menino mais gracinha. Fiquei apaixonada e ponto, não posso mais falar dele. Outro ponto que gostei no livro foi a quantidade de diálogos, o que faz a leitura fluir bastante.

Agora, quantos erros eu encontrei no livro. É ponto que falta aqui, é travessão que sobra ali, é diálogo misturado com narração e uma grande confusão na cabeça. Algumas vezes tive que voltar e ler de novo para me dar conta de que aquilo ali não fazia mais parte do que a personagem estava falando. E teve também uma parte em que o diálogo não foi feito com travessão, como no restante do livro, foi feito com o nome do personagem seguido de dois pontos. Isso não atrapalha na leitura, mas atrapalha na “beleza interior” do livro. E ele perde pontos.

Wake é bom, não conseguia parar de ler, queria saber mais e mais. Minha sorte é que já tinha Fade em casa e só terminei um, comecei a ler o outro. Mas não vou ter tanta sorte assim quando esse acabar. Ainda não comprei Gone, mas isso é outra história.

É o seguinte, se ainda não leu Wake, não perca tempo. E só não vou dar uma de Lari, do Leituras e Devaneios, dizendo que Cabel é meu porque eu já tenho marido. Haha.

Divirtam-se e cuidado com seus sonhos!

Beijos

PS: Adorei a capa. A textura é diferente, parece mais segura contra riscos.

desafiodeferiasbannerv23

Essa resenha faz parte do Desafio de Férias – Garota It.

Comente com o Facebook: