Gossip Girl: As delícias da fofoca

gossip_girl_1 A palavra que define melhor este livro para mim é decepção. Eu acompanho a série de TV, gosto da trama, dos personagens e como acontece com os filmes, pensei que o livro seria muito melhor, com mais detalhes e tudo o mais, porém, o que ocorreu foi o inverso, acaba que a série é muito melhor que o livro.  Claro que minhas expectativas estavam nas alturas e isso acaba atrapalhando, mas não encontrei o que esperava.

Sinopse via Skoob:

Neste primeiro volume, a estonteante loira Serena van der Woodsen volta de uma longa viagem que fez a Europa, depois de ter sido expulsa de seu colégio europeu. Mas parece que sua melhor amiga Blair Waldorf não está tão contente com sua volta. Só de pensar que a sua amiga iria tomar seu posto de mais popular do colégio já sentia calafrios. É então que uma série de fofocas e boatos sobre Serena começam a rolar pelo mundinho destes adolescentes, deixando-a afastada de todos. Era tudo o que Blair queria: ser o centro das atenções e manter seu namorado Nate longe da rival. Será que Serena irá aguentar tanta solidão?

Primeiro, Serena pode ser linda, loura, rica, mas é fútil, galinha e sem noção. Aliás, futilidade é outra palavra que define bem o livro de Cecily Von Ziegesar, Blair só quer ser a mais popular, Chuck só quer pegar todas as mulheres e quando não consegue faz biquinho, Nate não sabe o que quer da vida, a única certeza que ele tem é que para todos os problemas ou para todas as horas vagas existe a maconha. Dan fuma e é bobão, Vanessa tem o cabelo raspado e Jenny é uma peituda complexada. Tudo gira em torno da riqueza, das futilidades e foi algo que não me agradou, mesmo.

Segundo, o livro é um teen chick-lit. Pergunto-me, como? O livro retrata a vida de adolescentes – eu disse adolescentes – que bebem até pelo nariz não importa a hora, só pensam em sexo – a maioria deles já passou por vários parceiros, vários mesmo – e em drogas. Como isso pode ser uma boa leitura para o público a quem é destinado? Sou careta, vocês sabem, mas já perdi boa parte da caretice e afirmo que não é por isso que não gostei do livro. Porém, é bem estranho você ler sobre um grupo de praticamente crianças que só pensam nessas coisas citadas acima, como disse a Nanda em um de seus comentários aqui no blog: “é um monte de menino de 14 anos que fica transando e se embebedando no café da manhã”.

Terceiro, não gostei do modo como Cecily escreve. Pode ser um pouco apressado dizer isso quando li apenas um livro dela, mas foi brochante. Eu esperava mais, que as tramas não me deixassem largar o livro, que o enredo fosse tão envolvente e bem desenvolvido, mas não foram. Pode ser que os outros livros sejam melhores, vai saber. Se os personagens tomarem o mesmo rumo da série e amadurecerem pode ser que melhore, mas não quero experimentar.

Os personagens não te cativam, nenhunzinho. Você não torce para Serena ou Blair, ou Chuck ou Nate, simplesmente lê. Claro que minha leitura pode ter sido prejudicada por eu já ter visto a série, mas não acredito nisso. Já que li Maldosas depois de assistir a série e não foi tão ruim assim. O fato é que adorei a oportunidade de ler esse livro emprestado, foi um livro viajante, assim não fico na neura de querer comprar para ler e descobrir como é. Já sei que não vale a pena.

Alguém de vocês já leu? Ficaram tão decepcionados quanto eu? Sabem se os outros livros são melhores? Interrogário terminado.

Série Gossip Girl é composta pelos seguintes livros:

  • Gossip Girl: As delícias da fofoca
  • Gossip Girl: Você sabe que me ama
  • Gossip Girl: Eu quero tudo!
  • Gossip Girl: Eu mereço!
  • Gossip Girl: Do jeito que eu gosto
  • Gossip Girl: É você que eu quero
  • Gossip Girl: Ninguém faz melhor
  • Gossip Girl: Nunca mais!
  • Gossip Girl: Vai sonhando
  • Gossip Girl: Eu não mentiria para você
  • Gossip Girl: Não me esqueça
  • Gossip Girl: O início - Só podia ser você 
  • Gossip Girl: Eu sempre vou te amar    Fonte: Viagem Literária e Wikipedia

Um beijo e ótima quinta!

Comente com o Facebook: