O Elemental

O Elemental A Terra está dividida, os seres da luz e das sombras não estão em hamornia não é de hoje e todos os que habitam o planeta correm perigo.  Ainda mais agora que o Sombra planeja acabar com os humanos, com a luz e comandar um planeta só de escuridão. Toda a força para combater esse plano diabólico precisa ser unida, só assim a Terra terá a chance de escapar.

Willian Owen é só um adolescente, nasceu nos Estados Unidos e mora no Brasil há cinco anos. Cinco tumultuados anos. Já passou por três escolas, seu comportamento é rebelde e suas notas não são nada boas. Ele ama a mãe, não quer decepcioná-la, mas parece que isso é mais forte que ele. Durante uma pequena discussão após mais uma expulsão de outra escola no Brasil, Will e sua mãe, Jéssica, sofrem um acidente que a deixa em coma. Já deu para imaginar que esse evento mudou completamente a vida do garoto, né?

Primeiro porque ele é menor de idade e precisa ir para um orfanato até que sua mãe acorde ou até que complete 18 anos, já que não tem nenhum familiar vivo. Will fica relutante em ir morar em um lugar longe de sua mãe, mas Lara, a assistente social, garante que ele vai gostar do local. Local que ele nem chega a conhecer. Após pegar suas coisas no apartamento em que vivia, Will e Lara são cercados e Arthur o leva para longe da assistente – que na verdade é do mal.

Segundo porque Will foi levado para a Luminus, uma espécie de quartel general da luz. Lá ele é recepcionado por Helena e conhece outros adolescentes, quatro deles serão muito importantes em sua vida: Mac, Lisa, Gabriel e Jasmim, que mexe instantaneamente com seu coração. Na casa o garoto descobre que seus novos amigos são guardiões dos elementos fogo, água, ar e terra e que ele é o Elemental, aquele que deve salvar o mundo da destruição – acho que eu sairia correndo para bem longe de lá. Mas antes de qualquer coisa, ele precisa despertar o poder dos elementos nos guardiões e resgatar os elementos que estão escondidos pelo mundo.

Para acabar de vez com a cabeça de Will, que descobriu a verdade sobre sua alma poderosa e que começa a descobrir o amor, vem a notícia de que sua mãe é prisioneira do Senhor das Sombras. Pobre garoto. Dificuldades na escola, notas baixas e mau comportamento são fichinha para o que ele precisa enfrentar e para a responsabilidade que ele tem agora.

Há tempos queria ler um livro da Vanessa Bosso, que é uma fofa e “fala” com todo mundo pelo twitter, uma simpatia só. Recebi o livro em forma de parceria e não via a hora de ler. Não me decepcionei. A trama é excelente, bem construída e uma das coisas que mais me chamaram a atenção foi que não encontrei nenhum erro de revisão. Dá até mais gosto ainda de ler. Porque nada pior do que erros de edição/digitação na hora da leitura, me desconcentra total.

E os personagens são um caso à parte, senti empatia na hora com eles e até passei a ser uma guardiã, só que me faltava o elemento. Eu não era uma mera espectadora dos eventos do livro, eu estava lá, junto com eles. Procurando os elementos, correndo por lugares incríveis e cheios de magia e também lutando contra o mal. Fui completamente transportada para o mundo criado por Vanessa.

A leitura é fácil, com linguagem coloquial e narração feita em terceira pessoa. Os diálogos são constantes, mas não vi tanto problema nisso. A capa é linda. E agora fiquei com mais vontade ainda de conhecer os outros trabalhos da Vanessa: 2012 – Uma aventura no fim do mundo, O Imortal, Senhor do Amanhã e a super novidade, que será lançada no ano que vem, Possuída. Vale muito a leitura. Prestigiem a literatura nacional!

Beijos e ótima terça-feira!

Comente com o Facebook: