Livros nas telonas

Oi, pessoal!

Não é novidade nenhuma que cada vez mais vemos filmes com roteiros baseados em livros. Outra situação que não é difícil de se perceber é que quando as produções estão próximas da estreia ou quando começam a ser divulgadas, é também quando, geralmente, temos os livros lançados por aqui. Então, é um tal de querer ler para poder conferir infinito. Minha lista, que já não é curta, aumenta ainda mais por isso.

filmes_1436_Os-Homens-Que-Nao-Amavam-as-Mulheres-19 Muitos filmes baseados em livros são sucesso, tanto que até já levaram o Oscar. Entre eles estão:

  • Regras da Vida – Vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Adaptado no ano de 2000;
  • O Velho e o Mar – De Aleksandr Petrov, o filme baseado no romance “O Velho e o Mar”, de Ernest Hemingway, ganhou em 2000 o Oscar de Melhor Curta Animado.
  • Matrix – Vencedor de três Oscars no ano de 2000 – Melhor Edição, Melhor Som e Melhores Efeitos Visuais -, o filme “Matrix”, de Lana e Andy Wachowski, tem seu argumento inspirado no livro “Neuromancer”, de William Gibson.
  • O Tigre e o Dragão – O filme de Ang Lee é uma adaptação de um livro de Du Lu Wang. Ganhou o Oscar em 2004 nas categorias Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte e Melhor Trilha Sonora.
  • Uma Mente Brilhante – O filme de Ron Howard sobre a vida do matemático John Forbes Nash, interpretado por Russel Crowe, baseia-se na biografia do matemático escrita pela autora Sylvia Nassar. Ganhou o Oscar de Melhor Filme e ainda as estatuetas por Melhor Atriz Coadjuvante (Jennifer Connelly), Melhor Diretor e Melhor Roteiro Adaptado.
  • O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel – Novamente, a adaptação da obra de J.R.R. Tolkien conquistou algumas estatuetas da Academia. Dessa vez, ganhou nas categorias Melhor Fotografia, Melhor Maquiagem, Melhor Trilha Sonora e Melhores Efeitos Visuais. Foi também indicado na categoria Melhor Roteiro Adaptado.
  • O Pianista – O filme de Roman Polanski, vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Adaptado em 2003, é baseado na autobiografia homônima escrita pelo músico polonês Władysław Szpilman. Ganhou outras duas estatuetas neste ano: por Melhor Ator (Adrien Brody) e Melhor Diretor.
  • O Senhor dos Anéis – As Duas Torres – Mais uma vez, a obra de Tolkien transposta para as telonas ganhou destaque no Oscar. O filme dirigido por Peter Jackson ganhou nas categorias Melhor Edição de Som e Melhores Efeitos Visuais.
  • Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei – Em 2004, o Oscar foi do Senhor dos Anéis. Dirigida por Peter Jackson, a obra ganhou na categoria Melhor Filme e ainda levou outras dez estatuetas, sendo vitoriosa em todas as categorias para a quais havia sido indicada.
  • Menina de Ouro – Dirigido por Clint Eastwood, o filme levou a estatueta de Melhor Filme em 2005, assim como a de Melhor Ator Coadjuvante (Morgan Freeman), Melhor Atriz (Hillary Swank), Melhor Direção.
  • Memórias de uma gueixa – O filme, dirigido por Rob Marshall, ganhou os Oscars de Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte e Melhor Figurino em 2006. É uma adaptação do best seller “Memoirs of a Geisha”, de Arthun Golden.
  • O Segredo de Brokeback Mountain – De Ang Lee, o filme ganhou estatuetas em 2007 por Melhor Direção, Music (Original Score) e Melhor Roteiro Adaptado.
  • As Crônicas de Nárnia: o Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa – Baseado no livro “The Chronicles of Narnia: The Lion, the Witch and the Wardrobe”, de C. S. Lewis, o filme ganhou o Oscar na categoria Melhor Maquiagem em 2006.
  • O Discurso do Rei  - Baseado no romance “O Discurso do Rei – Como um Homem Salvou a Monarquia Britânica”, de Mark Logue e tem direção de Tom Hooper. Foi o vencedor dos Oscar na categoria melhor diretor, ator para Colin Firth, melhor filme e roteiro original em 2011.

Fonte.

Em 2012, muitos dos indicados aos prêmios da Academia também são baseados em livros, vocês sabiam?

image Foto de O Livreiro.

A invenção de Hugo Cabret, As aventuras de Tintim, Extremamente alto e incrivelmente perto, Os homens que não amavam as mulheres, O espião que sabia demais, Minha semana com Marilyn, Os Descendentes, A Resposta e Cavalo de Guerra são os representantes “livrísticos” na festa do Oscar deste ano.

E por falar em livros que deram origem a filmes, este mês está cheio de estreias assim. Entre os destaques estão os longas Histórias cruzadas, A invenção de Hugo Cabret, A Mulher de Preto e Drive.

A Resposta, da autora Kathryn Stockett, conta a história de uma jovem escritora que resolve narrar o modo como as empregadas negras se relacionam com suas patroas brancas no Mississipi racista da década de 1960. Para bater de frente com a sociedade preconceituosa em que vivia, a heroína conta com a ajuda da empregada e da cozinheira de sua família. Lançado em 2009, o título foi a obra mais vendida em 2011 nos EUA. Sua adaptação cinematográfica recebeu o nome de Histórias Cruzadas.

12024249 Capa de "A Resposta", de Kathryn Stockett; Emma Stone interpreta a protagonista da adaptação cinematográfica

Inspirado no livro Moneyball, que ainda não foi lançado no Brasil, do escritor Michael Lewis, O Homem que Mudou o Jogo mostra como um gerente de um time de beisebol conseguiu, com um orçamento mínimo, ganhar uma sequência de jogos com um time montado apenas com base nas estatísticas dos jogadores e no que poderiam oferecer de melhor. Quem vive o protagonista nos cinemas é o ator Brad Pitt.

 

O filme de ação e aventura "Viagem 2: A Ilha Misteriosa", protagonizado por "The Rock" (Dwayne Johnson) e por Vanessa Hudgens, adapta e moderniza a história homônima A Ilha Misteriosa, criada por Julio Verne. No livro, com tradução feita por Clarice Linspector, cinco abolicionistas se perdem em uma ilha mítica no meio do oceano e terão que desvendar os segredos do local para conseguirem se salvar.

 

Dirigido por David Cronenberg, "Um Método Perigoso" adapta o volume Método Muito Perigoso, de John Kerr. A obra mostra o relacionamento dos psicanalistas Carl Jung e Sigmund Freud com a paciente russa Sabina. O filme, com Viggo Mortensen como Freud e Michael Fassbender como Jung, estava previsto para chegar ao país no dia 10 de fevereiro.

 

Clássico da literatura infantil, A invenção de Hugo Cabret, de Brian Selznick, conta a história de um órfão que se dedica a consertar relógios depois que seu tio morreu. No meio dos mecanismos encontra um robô que termina de montar. A versão cinematográfica homônima, dirigida por Martin Scorsese, conta com Jude Law e Sacha Baron Cohen no elenco e deve estrear no dia 17 de fevereiro.

 

Em A Mulher de Preto, da escritora Susan Hill, um advogado viaja para uma cidade pequena com o objetivo de organizar os papeis de um cliente que acaba de morrer. Lá, passa a ser assolado pelo fantasma de uma mulher. Sua adaptação homônima para os cinemas conta com Daniel Radcliffe no papel principal. O filme tem previsão para chegar aos Brasil também no dia 17.

Drive, do escritor e poeta James Sallis, conta a história de um piloto de fugas e dublê em filmes de ação que se mete em encrenca ao tentar ajudar um vizinha por quem se apaixonou. Sua versão em película faturou a Palma de Ouro de melhor direção em Cannes e tem previsão para chegar ao país no dia 24 de fevereiro.     

                                                                                                                               Fonte.

Drive-livro Em março é a vez da estreia do tão esperado Jogos Vorazes! Quem está ansioso? Eu com certeza estou. Não vejo a hora de conferir a produção, espero que supere minhas expectativas. Outro que quero muito assistir é Os homens que não amavam as mulheres, que ainda não estreou na minha cidade.

E vocês, já escolheram qual filme baseado em livro vão assistir este mês? Qual é o mais aguardado?

Beijos e uma ótima terça-feira.

Comente com o Facebook: