Conheça a série #25 - Bunheads

127616_0816r_ful_FULL Desde que tomei conhecimento que Amy Sherman-Palladino iria estar à frente de uma nova série, pirei. Não é novidade para ninguém que sou extremamente fã de Gilmore Girls e ter a chance de presenciar novamente pelo menos alguma coisa que remeta à série já me fez dar pulinhos de alegria. Eis que Bunheads estreou na segunda-feira passada e eu assisti – alguns dias depois, porque tive que esperar a legenda. O que eu achei? Confiram!

É simplesmente impossível não comparar GG a Bunheads, é capaz de você até mesmo procurar semelhanças entre elas, propositalmente. Primeiro de tudo, há muita fofura, há também Kelly Bishop, que não se chama mais Emily, mas Fanny, no entanto, é superprotetora como a primeira, tem uma personalidade fortíssima e adora impor suas vontades. São praticamente a mesma pessoa, só que Fanny tem um gosto duvidoso para decoração, algo que Emily não aprovaria de jeito nenhum. Há ainda a trilha sonora que é deliciosa e uma protagonista com respostas rápidas e cheias de humor. Sem falar que é bem possível que haja aquela cumplicidade de mãe e filha, como a de Lor e Rory. Bunheads1x01  Bom, a série é sobre Michelle, vivida por Sutton Foster, uma dançarina que desperdiçou seu talento em um emprego que deveria ser temporário. Ela dança em Las Vegas, mas esse trabalho está longe de ser o de seus sonhos. Michelle tem um admirador, Hubbel. Uma vez por mês ele a visita, leva flores e dá presentes incríveis. Ela tenta fugir ao máximo dele, até porque ele aparente ser bem sem gracinha. Mas não posso negar que achei uma maldade o jeito que ela o trata. Ela mesma vê isso, pede desculpas e aceita um convite para jantar. Tudo isso depois de ela nem ter a chance de mostrar seu potencial em um teste para Chicago. Bunheads-series-premiere-490x326 Michelle está frustrada nesse ponto de sua vida. Emprego ruim, apartamento ruim – ela é vizinha de uma prostituta –, sonhos se despedaçando em sua frente e nenhum sinal do que fazer, nenhuma ideia. No jantar com Hubbel ela bebe muito, fala o que não deve e recebe uma oferta que parece um sonho. Hubbel a pede em casamento, ele quer cuidar dela, quer levá-la para sua cidade, sua casa com vista para o oceano e fazê-la feliz. Que mulher nesse mundo, na situação dela – tanto psicológica quanto alcoólica –, não aceitaria? Ainda mais após uma declaração envolvendo Godzilla. Claro que você não vê isso todo dia, não é normal e pode até mesmo não ser tão aceitável. Mas eu entendi.

E, assim, em um impulso, Michelle parte para Paradise, a cidade de Hubbel depois de se casarem em Las Vegas. Nem as roupas ela leva. Chegando na casa de Hubbel, ela leva um susto. A decoração é horrorosa, uma misturança, uma quantidade enorme de enfeites horripilantes. Porém, a vista que Hubbel prometeu existe mesmo, e aquele lugar no quarto do casal promete se transformar em um santuário. Os problemas começam quando Michelle descobre que Hubbel mora com a mãe, ou melhor, a mãe mora com ele, já que a casa é dele.

Você vive com sua mãe, como um serial killer? -  Pergunta de Michelle para Hubbell.

hubbell2 Pesadelo! Mas Murphy garante mais. Fanny fica possessa quando descobre que o filho casou assim, sem nem contar para ela. Então, ela decide fazer uma festa para comemorar. Paradise é pequena, como Stars Hollow, e a fofoca é constante. Como não levou roupas, Michelle sai para comprar um vestido e todo mundo já sabe quem ela é e, aparentemente, o que ela faz. A cena mais hilária é quando ela entra na festa e todo mundo se cala! Climão. Hubbel é um amor e prova disso é Michelle aceitar que pode ser feliz com ele. Ele a defende e diz que a ama na frente da cidade toda. Fofo.♥

Bunheads-Series-Premiere-425x318 Fanny, que não gostava muito da nora, começa a mudar de ideia após vê-la com suas alunas de balé. Ah, é. Fanny é ex-bailarina e tem uma escola de balé ao lado de casa. O talento de Michelle é nato, aparece imediatamente quando ela se relaciona com as meninas e Fanny vê isso. Ela então decide dar uma chance para a nora e as duas se dão bem juntas. Até que uma notícia chega para abalar os corações das personagens e o nosso. O fim é inesperado e deixa uma curiosidade imensa para o que vem a seguir.

Talvez pela empolgação, eu não vi pontos negativos na série. Amei e terminei o episódio super empolgada. As meninas, bailarinas, são um prato cheio, principalmente Boo, que deve surpreender. E como reparou a Miloca, uma delas tem tudo para ser uma Paris da vida. Outros moradores da cidade também tendem a se destacar, como a ex-namorada de Hubbel que ainda é apaixonada por ele – e que não pode ter contato com tesouras.

Não há dúvidas que eu recomendo a série, mesmo sendo novata. As críticas ao episódio piloto lá nos Estados Unidos têm sido boas, o que é um bom sinal. Vejam!!

Episódios assistidos

Beijos e uma ótima semana!!

Comente com o Facebook: