Sexo sem compromisso

Sexo Sem Compromisso O nome pode assustar um pouco e dar impressões torcidas do filme. Eu quase não o assisti por isso, mas decidi dar uma chance e fui conquistada por uma comédia romântica extremamente fofa e com algumas situações até que originais. Obviamente os clichês não ficaram de lado na produção, ainda assim, o resultado final foi bem satisfatório.

Adam e Emma se conhecem desde o colégio. Eles ficam um bom tempo sem se ver até que em uma festa da faculdade de Patrice, amiga de Emma, ela reencontra Adam. Os dois se dão muito bem e ela pede a ele que a acompanhe em um compromisso bem nada a ver no dia seguinte, ele topa e para no funeral do pai dela! O cara é um fofo e no fim do dia ainda pergunta quando a verá de novo. Ela é cética – ou realista – e diz que ele será um cara muito feliz e sortudo se não a vir novamente.

sexo-sem-compromisso-13-600x398 Mais algum tempo se passa e os dois se esbarram novamente. Emma fica toda alegrinha e Adam apresenta sua namorada, Vanessa. E cada um segue com suas vidas de novo. Tempos depois, Adam ainda sofre com o pé que levou de Vanessa, trabalha em um programa de adolescentes que cantam e escreve roteiros nas horas vagas, seu maior desejo no momento é que o episódio que escreveu seja usado na produção. Então, ele vai visitar seu pai, um astro da TV, para pedir que ele leia e avalie o texto. Seria melhor ele não ter ido, assim ele não ficaria sabendo que Alvin, seu pai, estava pegando sua ex, Vanessa. Choque!

Qual a primeira atitude de Adam? Beber até cair. E a segunda? Ligar para todas as mulheres de sua agenda até conseguir uma noite de sexo. Qual a chance de isso dar certo? Acho que menos de 1%. Depois de muitas ligações, doses e tombos, ele acorda pelado em um apartamento. Confuso, ele passa por muitas situações cômicas no apê, então Adam vê Emma e  ela explica o que aconteceu na noite passada. Os dois não fizeram nada, mas quem disse que ainda não podem fazer? É, eles fazem – e bem rápido, por sinal. 49ix7ms35g8ld0jnu3vuu2vwy

Emma trabalha muito, quase o tempo todo, faz turnos no hospital de 36 horas e tudo que ela não quer é entrar em um relacionamento. E aqui está o diferencial desta comédia romântica. Geralmente - na grande maioria das vezes –, as mulheres ficam apaixonadinhas, caidinhas pelos homens que dormem com elas e almejam um relacionamento forte e duradouro. Emma não. Ela quer trabalhar e não tem problemas em afirmar que precisa de um homem apenas para satisfazê-la sexualmente. Adam não vê problema nisso, então os dois combinam que vão usar um ao outro para sexo e que se um dos dois começar a se apaixonar tudo acaba. 

Imediatamente eu pensei: claro que ela vai se apaixonar. Emma quebra o estereótipo de que toda mulher é carente e fica correndo atrás de homem. Ela me surpreendeu, é dura na queda. E quem faz esse papel de apaixonadinho aqui é o homem. Fofo ao extremo. Adam é o carente, não teve atenção suficiente do pai, foi chutado pela namorada e necessita de alguém especial em sua vida, mesmo que não admita isso. Ele não é grudento e pegajoso, não sufoca. Vai mais pelas beiradas tentando mostrar para Emma que eles podem ter um relacionamento além da cama. E é uma doçura, desculpem porque vou me repetir, mas ele é muito fofo! Destaque para o buquê de… cenouras que ele leva para ela quando ela diz não querer flores. Oin.sexosemcompromisso_1 Uma das cenas que eu mais adorei foi a que rendeu a coletânea menstrual. Muito engraçada! Emma mora com mais duas garotas e um cara gay, então conforme estudos comprovam, todas entram no período menstrual juntas e ficam doidas para matar um ou dois. Adam pesquisa sobre o assunto, compra cupcakes, grava um cd com músicas específicas sobre este período dark e entra no território hostil. Hilário!  Ah, e as cenas de sexo aparecem, mas não são excessivas e são mais constantes no começo do não-relacionamento dos protagonistas. Foi bem tranquilo para mim, que sou toda envergonhada com isso. NoStrings4 O filme comete seus pecados, claro, entre eles o enorme número de coadjuvantes. É muita gente para aparecer, uns têm sucesso, outros são completamente descartáveis. A química entre Ashton Kutcher e Natalie Portman é bem legal, convincente, e a diferença de altura dos dois até vira piada no filme: “parece que ele está me sequestrando”. Com mais pontos altos do que baixos, a produção dirigida por Ivan Reitman me conquistou. Vale conferir.

Curiosidades

- Filmado inteiramente na Califórnia, com locações em Santa Barbara, Beverly Hills, Los Angeles e também nos estúdios da Paramount;
- O título original de Sexo Sem Compromisso era "Friends with Benefits", mas a produção teve que alterá-lo porque já existia um outro filme com este título, estrelado por Mila Kunis e Justin Timberlake – que eu também assisti e comentarei na semana que vem.

 

PS: Fiquei traumatizada ao procurar fotos e o trailer do filme na internet, já que nem todos os resultados eram sobre o filme.

Beijos e uma incrível quarta-feira.

Comente com o Facebook: