Assisti ao piloto e…

Hannibal

Oi, pessoal. Na terça-feira passada três séries estrearam no Brasil, entre elas, optei por assistir Hannibal, no AXN. Meu maior medo em acompanhar a série era o de ter estômago para encarar o que todos vocês sabem que Hannibal Lecter faz: comer carne humana. Afinal, ver zumbis comendo gente, passa. Mas uma pessoa comendo outra – sem obscenidade, por favor – é difícil de engolir. (Gostaram do trocadilho?) Enfim, em seu episódio piloto não sei se para amenizar os medos dos telespectadores ou se para começar devagar mesmo, Hannibal só comeu um pulmãozinho e uma ou outra parte de corpo.

Mas gente, ele é um cavalheiro, na medida do possível, e não um ogro. Ele não come as partes assim, como um zumbi, ele faz todo um preparo. Ele frita, usa ingredientes finos e faz pratos que têm uma aparência divina. Ele é chique. Mesmo comendo carne humana. Falando em Hannibal Lecter, a produção está de parabéns na escolha no ator, não é Anthony Hopkins, mas Mads Mikkelsen consegue segurar a pressão de um papel como esse e me deu calafrios só de olhar para ele. Medo!

HANNIBAL: Season One - "Apertif" - Episode 101 

(Photo: Brooke Palmer/ Sony Pictures Television/ NBC)

Will é interpretado pelo lindinho Hugh Dancy, o motivo de muitas meninas estarem interessadas na série, que eu sei. No piloto ele foi muito bem, com uma ótima atuação. Só não lembrava de Will ser assim tão mexido psicologicamente e tal. Também, faz muito tempo que assisti aos filmes do doutor canibal. A única coisa ruim foi a AXN ter exibido o episódio dublado – e já reclamei bastante disso nas redes sociais, vai que com mais algumas reclamações eles decidam mudar, né? – e só as reprises legendadas. Assisti um pedacinho legendado no sábado e a diferença é gritante, como já era de se esperar.

Atualização – E não é que deu certo? Acabei de ler no Ligado em Série: atendendo o pedido dos assinantes, as séries Hannibal e Body of Proof passarão a ter os episódios inéditos durante a semana exibidos com áudio original e legendas, passando os dublados para reprises nos finais de semana. As mudanças valerão já para os próximos episódios inéditos a serem exibidos, a partir do dia 23/04. Viva!

hannibal-série-trailer-2-600x350

Ah, vale lembrar que o AXN exibe os episódios nas terças-feiras às 22h. As reprises passam nas quartas às 10h e 14h, nos sábados às 17h e domingos 00h. Hannibal terá treze episódios nessa temporada de estreia e o episódio piloto foi veiculado em 63 países e em 18 idiomas ao redor do mundo. A série tem um aplicativo de tecnologia second  screen especialmente para os fãs acompanharem o drama.  Disponível em vários idiomas, o aplicativo traz tudo sobre a série, como histórias dos personagens, vídeos de bastidores, entrevistas com o elenco, curiosidades de cenas e detalhes das gravações. Totalmente gratuito, o aplicativo vai funcionar de forma sincronizada com cada episódio da série, no momento  de sua exibição. O aplicativo está disponível no iTunes para todos os dispositivos móveis iOS, assim como em tablets.

Fiquei bem mais animada em continuar acompanhando agora com essa atitude da AXN, a emissora ganhou pontos comigo. Ah, li nos comentários da minha coluna no Viagem Literária que o segundo episódio foi mais tenso e que até quem tem estômago forte sentiu nojinho. Por isso reforço que os produtores quiseram começar calmamente para depois apostar mais nas cenas do perfil canibal de Hannibal. Eu vou topar o desafio.

Hannibal-NBC

Para quem não sabe ou não ligou os nomes, a série tem como protagonista Dr. Hannibal Lecter, um assassino que, com a identidade ainda não revelada, presta consultorias ao agente especial do FBI Will Graham. Graham é professor na Academia do FBI e considerado o mais habilidoso do mundo em detectar assassinos em série. Lecter e o agente ficarão muito próximos, a ponto de o criminoso considerar Graham um aprendiz em potencial. De acordo com o criador da série, Bryn Fuller, o assassino do programa de TV está mais maléfico do que nunca. Quem vem nessa aventura comigo?

Beijocas e uma excelente semana!!

Comente com o Facebook: