Até eu te encontrar

Fotoss 014

Ir para a universidade significa independência para muitas pessoas. Morar sozinho, mudar de cidade, conhecer novas pessoas, ambientes, aprender a se virar nos 30. Existe toda uma nova rotina, uma nova vida pela frente e a excitação é alta. A Universidade de Viçosa, em Minas Gerais, acaba de começar um novo semestre e os alunos estão com as energias renovadas, prontos para curtir e estudar também, claro. Uma das calouras neste semestre é Flávia, que veio de sua cidade natal, Lavras, para mudar de ares. Flávia perdeu os pais ainda criança e foi criada pelos tios, que não puderam ter filhos.

Apesar do passado triste, Flávia é uma garota centrada, não fica remoendo suas dores. No entanto, não saber muito sobre a história da mãe e de sua família a deixa bastante inquieta. Em seu primeiro dia de aula a caloura faz dois novos amigos, Felipe, que a salvou do trote, e Gustavo, companheiro de curso e de aulas. Nada melhor do que fazer amigos logo de cara quando se muda para um lugar desconhecido. E Flávia teve muita sorte com isso, além do pessoal da faculdade, sua vizinha Sônia se tornou muito importante em sua vida. A mulher é um arraso, super atenciosa, cozinha bem, tem um cachorro fofo, um marido nota 10 e, para melhorar, foi amiga da mãe de Flávia. Sônia é, digamos, sensitiva, ela sabe das coisas, reconhece almas gêmeas e tem uma loja de produtos esotéricos.

Flávia nem esperava, mas sua mudança para Viçosa lhe deixaria muito mais perto de tudo que sempre quis saber sobre a mãe, sua família e o passado (com uma bela bagagem). Sem falar que o local reservava o encontro com sua alma gêmea. O único problema é que havia interferências, ela apaixonada por uma pessoa, e a pessoa que era destinada a ela em um relacionamento de anos.

---------

A primeira coisa que me chamou a atenção para o livro foi o fato de ser de uma autora nacional, depois essa história intrigante de a alma gêmea não ser o que a pessoa esperava e, por fim, aquele chapéu de bruxa na cabeça da protagonista na capa do livro. A premissa, a essência do livro é muito boa, misturando aquela atmosfera jovem e cheia de energia do início na faculdade, várias pessoas finalmente conseguindo morar sozinhas, muita animação, com romance, misticismo e também mistério. O lance de “bruxa” abordado aqui é completamente mais real, podemos dizer assim, do que o que li em As Feiticeiras de East End, por exemplo. Nada tão fantasioso.

Flávia é encantadora, até demais às vezes, uma pessoa do bem, que agrega amigos por onde passa. É uma pessoa que faz bem ter por perto, sabem? Bem diferente da megera Carla, que virou a vilã do livro. A garota é obcecada pelo namorado, também vem de uma família com bagagem como a de Flávia, inclusive suas mães foram amigas. A garota é tão neurótica que não tem amigas com medo de alguma delas roubar seu namorado. Mas tudo isso tem explicação.

Foi realmente bom acompanhar a vida de Flávia na faculdade, a curtição com os amigos e as descobertas de seu passado, que influenciarão seu futuro. No entanto, achei que tiveram coisas desnecessárias demais no texto, o que deixou a leitura mais lenta e em alguns momentos um pouco chata. Achei que a autora quis ser detalhista, mas não escolheu todas as partes certas para isso. Por exemplo: “ligou a TV com o controle remoto”, desnecessário dizer como ele ligou, apenas dizer que ele ligou bastava. E esse é só um exemplo. Se fosse só uma vez não me incomodaria, mas percebi várias vezes. Posso estar sendo chata, mas isso realmente me incomodou. Há também muitos diálogos durante o livro.

Até eu te encontrar é o romance de estreia de Graciela Mayrink e pelo que li aqui, ela só tem a melhorar, criar mais histórias instigantes e romances de suspirar. Apesar de alguns contras – na minha experiência de leitura, vale lembrar –, a trama tem muitos prós também. Felipe, Lauren e Gustavo são uns amores de personagens, a inserção de uma parte do passado de Flávia acumulou pontos e toda a neurose/maldade de Carla deu um toque de emoção a mais no enredo. Mostrando como mães problemáticas podem passar suas coisas ruins para os filhos.

Enfim, valeu a leitura e o livro ganhou três estrelas.

A estética do livro merece destaque. Os inícios de capítulos começam com imagens diferentes, os números das páginas são acompanhados de um coração fofo e ainda tem os bilhetes que Felipe deixa para Flávia diagramados de forma diferente. A Novo Conceito está de parabéns pelo trabalho.

Cliques de Até eu te encontrar

Fotoss 015

Fotoss 016

Fotoss 017

Fotoss 018

Fotoss 019

fichaaté

Baixe um trecho do livroSkoobInformações

Beijos e uma ótima terça-feira!

Comente com o Facebook: