Top 5–Sandra Bullock

Antes de qualquer coisa, gostaria de informar a vocês que estou chocada com a notícia de que Sandra Bullock completou 50 ANOS no último sábado. 50 anos!!

Shocked

Dito isto, resolvi em homenagem ao meio século de vida da atriz fazer um Top 5 dos filmes dela que mais gosto. Pensei que iria quebrar a cabeça para escolher, mas até que foi fácil. No total, Sandra tem seu nome nos créditos de 51 produções, a primeira delas em em 1987. Protagonista de sucessos (pelo menos na Sessão da Tarde e, confesso que no meu coração também) como Miss Simpatia e Velocidade Máxima, Sandra vem se aventurando também na produção e direção de filmes e, para a minha alegria, fará a voz de uma personagem no filme dos meus amadinhos Minions.

AAAAAAAA gif

Mas vamos logo para a lista. Selecionar os cinco filmes foi fácil, como comentei, mas colocar eles em um ranking não foi. Começando:

5 – Tão forte e tão perto

Tão Forte e Tão Perto1[3]

Já escrevi sobre ele aqui. Um filme triste, mas com uma mensagem tão bonita. Ele é encantador, apesar de fazer doer o coração. Manteiga derretida que sou, chorei bastante. Sandra não tem um papel tão de destaque na produção, ela é a mãe de Oskar Schell e tem que lidar com a perda do marido na tragédia do 11 de setembro, além de tentar confortar do melhor jeito o filho. Fica a dica para quem ainda não conferiu.

 

 4 – Da magia à sedução

capa

O filme é bem antigo, de 1990, mas tem lugar garantido nas sessões da tarde, já vi e revi muitas vezes. A produção envolve bruxaria, romance e mistério.

Há mais de duzentos anos, Maria Owens foi condenada a morrer na forca por praticar bruxaria. Além disto, ela tinha se envolvido com vários homens casados da região e, como as mulheres de seus amantes eram do Comitê de Enforcamento, isto ajudou ainda mais a fazer com que Maria fosse condenada. Porém, graças ao seu dom, que todos temiam, ela conseguir escapar da execução, foi banida para uma ilha e, grávida, ficou esperando a chegada do seu amante, que não apareceu. Na sua dor e desespero, ela enfeitiçou a si mesma, desejando nunca mais amar alguém. Mas a amargura cresceu e o feitiço virou uma maldição, na qual todo homem que amasse uma Owens morreria e todas as suas descendentes herdaram seus poderes mágicos e sua maldição.

É um filme que mesmo antigo, é gostoso de ver. E tem grande aceitação, com uma média de quatro estrelas de pontuação.

 

 3 – A proposta

A_Proposta.

Tinha que ter uma comédia romântica no meio, né? Eu simplesmente adoro esse filme, é tão divertido! Ele é de 2009 e Sandra interpreta Margaret Tate, uma poderosa editora de livros que se vê em apuros ao ser comunicada de sua deportação para o país-natal, o Canadá. Para evitar que isto ocorra ela declara estar noiva de Andrew Paxton, seu assistente. Perseguido por Margaret há anos, ele aceita participar da farsa mas impõe algumas condições. E as cenas com a família dele são as melhores!! Sempre que posso eu vejo de novo. É mais um filme da atriz com muitas estrelinhas. O Adoro Cinema deu quatro e os usuários do site 4,5.

 

2 - A casa do lago

 casa

Muitos coraçõezinhos e estrelinhas para esse filme. Amo, amo, amo. Ele é de 2006 e teve um orçamento de R$ 40 milhões, até modesto para o que é gasto normalmente. E tem uma história surreal, mas linda de acompanhar, impossível de não se envolver e torcer pelos protagonistas.

Kate Forster é uma médica solitária, que morava em uma casa à beira de um lago. Hoje esta casa é ocupada por Alex Wyler, um arquiteto frustrado. Kate passa a trocar cartas com Alex, com quem mantém um relacionamento, o problema é que eles estão separados por dois anos de diferença. Ao se descobrirem apaixonados um pelo outro, eles buscam um meio de se encontrar.

 

1 – Um sonho possível

sonho possivel

Favorito dos favoritos, é daqueles filmes que não canso de ver. E adoro ainda mais por ser uma história real, que teve final feliz. A atuação de Sandra no filme lhe rendeu um Oscar super merecido. A produção também foi indicada como melhor filme naquele ano.

Michael Oher era filho de uma mãe viciada e não tinha onde morar. Com boa vocação para os esportes, um dia ele foi avistado pela família de Leigh Anne Tuohy, andando em direção ao estádio da escola para poder dormir longe da chuva. Ao ser convidado para passar uma noite na casa dos milionários, Michael não tinha ideia que aquele dia iria mudar para sempre a sua vida, tornando-se mais tarde um astro do futebol americano.

Achei que tinha escrito sobre ele no blog, mas não encontrei a postagem para compartilhar com vocês. Enfim, a história é muito boa e Leigh Anne uma pessoa admirável, afinal, quem levaria um total desconhecido para casa e lhe ofereceria abrigo? Pouquíssimas pessoas. É emocionante também conhecer mais da história de Mike. Mas chega de babar ovo.

E vocês, têm algum filme preferido da cinquentona? =p

assinatura

Comente com o Facebook: