Filmes que eu preciso ler

Começou devagar, há muitos anos, mas nos últimos tempos foi um boom. Os livros ganharam as telonas e a cada ano mais e mais títulos são adaptados. C-L-A-R-O que sempre teremos o “o livro é melhor”, “isso está muito diferente do livro”, “preferia tal ator no papel dele ou dela”, mas é interessante perceber que os livros também ganham mais espaço e divulgação.

O número de leitores levam os livros ao topo das paradas, aos mais vendidos e, consequentemente, interessam as grandes produtoras de cinema para adaptá-los. Hey, nós temos um pouco de crédito nisso tudo. Nós leitores. Bom, 2015 como 2014 está cheio de adaptações e, se você é como eu, vai querer ler os livros antes de assistí-los no cinema – ou pelo menos tentar.

Eis os filmes que eu preciso ler:

  • SIMPLESMENTE ACONTECE

simplesmente-acontece-frente_1.jpg.1000x1353_q85_crop

O livro da Cecelia Ahern já está na minha estante, estou pensando em colocá-lo na meta de fevereiro, ele foi lançado pela Novo Conceito em 2014 e tem os protagonistas do longa na capa. Tudo bem que a estreia é este mês, mas não tenho como encaixá-lo. A estreia, de acordo com o Filmow, está marcada para 22 de janeiro e o filme não é recomendado para menores de 14 anos.

Os jovens britânicos Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Claflin) são amigos inseparáveis desde a infância, experimentando juntos as dificuldades amorosas, familiares e escolares. Embora exista uma atração entre eles, os dois mantêm a amizade acima de tudo. Um dia, Alex decide aceitar um convite para estudar medicina em Harvard, nos Estados Unidos. A distância entre eles faz com que nasçam os primeiros segredos, enquanto cada um encontra outros namorados e namoradas. Mas o destino continua atraindo Rosie e Alex um ao outro. (via Adoro Cinema)

  • CRIANÇA 44

crianca_44

Outro livro que tenho na estante – há tempos – e que estou mega curiosa para ler. De acordo com  o Adoro Cinema, a estreia será no dia 7 de maio, então tenho mais um tempinho para ler. A trama se passa durante o governo stalinista na União Europeia, quando um oficial da segurança ouve falar de um país onde o número de assassinatos de crianças é muito alto, a ponto de se considerar a existência de um serial killer. O Estado não quer saber do caso, que pode ter conexões com altos funcionários do governo, e exila o oficial para que ele não possa prosseguir com a análise dos fatos. No entanto, este homem obstinado decide chamar a sua esposa para investigarem o caso por conta própria.

O elenco conta com Tom Hardy, Noomi Rapace, Gary Oldman e Joel Kinnaman.

  • CIDADES DE PAPEL

untitled

Ok, este eu não tenho, mas minha irmã tem e ela vai me emprestar querendo ou não. A estreia está marcada para 4 de junho e já quero me jogar na história. O enredo traz Quentin Jacobsen, que é apaixonado por sua vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Em um dia qualquer, ela invade seu quarto e o convida para participar de um elaborado plano de vingança. Após este dia Margo desaparece e Quentin sai à sua procura e de quem realmente ela é.

----------

Esses são os livros que eu tenho em mãos para ler, mas ainda gostaria de ler Como eu era antes de você, de Jojo Moyes, e The Maze Runner – Prova de Fogo, que eu não li nem o primeiro ainda, mas ganhei de aniversário. Fora isso, ainda tem os que eu já li:  Cinquenta tons de cinza, em fevereiro; A Esperança – Parte 2, em novembro; Victor Frankenstein da Mary Shelley, em outubro; Insurgente, em março.

E isso é só uma parte. Outras adaptações estreiam neste ano:

  • 'True Story', de Michael Finkel;

  • 'Brooklyn', de Colm Tóibín;

  • 'O Sétimo Filho', de Joseph Delaney;

  • 'Sniper Americano', de Chris Kyle;

  • 'Para Sempre Alice', de Lisa Genova;

  • 'Mortdecai: A Arte da Trapaça', de Kyril Bonfiglioli – com Johnny Depp;

  • 'Kingsman: Serviço Secreto', de Mark Millar e Dave Gibbons;

  • 'The Duff', de Kody Keplinger;

  • 'Mapas para as Estrelas', de Bruce Wagner;

  • 'Serena', de Ron Rash;

  • 'Diário de uma Criada de Quarto', de Octave Mirbeau;

  • 'The Moon and the Sun', de Vonda N. McIntyre;

  • 'A Viagem Mais Longa', de Nicholas Sparks;

  • 'Longe Deste Insensato Mundo', de Thomas Hardy;

  • 'A Walk in the Woods', de Bill Bryson;

  • 'Black Mass', de Dick Lehr and Gerald O’Neill – também com Johnny Depp;

  • 'Mogli: O Menino Lobo', de Rudyard Kipling;

  • 'Perdido em Marte', de Andy Weir.

Ufa! É muita coisa. A lista eu vi na publicação da Revista Monet, feita por Sarah Mund.

Comente com o Facebook: